O Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal (Sindepor) anunciou esta quinta-feira a realização em abril de uma “greve geral, prolongada e muito dura”, depois de uma reunião com o Governo que marca o início de um período de negociações.

O presidente do Sindepor, Carlos Ramalho, disse no final da reunião que a greve é para que “de uma vez por todas se entenda que os enfermeiros querem negociar, mas querem negociações sérias”, acrescentando que será em abril, mas sem anunciar a data.

Carlos Ramalho disse à Lusa que a data da greve será anunciada na sexta-feira, quando está marcada uma marcha em Lisboa em homenagem aos enfermeiros.