A Icon-Key, empresa portuguesa de bebidas espirituosas premium, pretende captar um milhão de euros, em troca de 8% do capital, através da plataforma luso-britânica de crowdfunding Seedrs. A campanha vai servir para reforçar a internacionalização da empresa — que foi recentemente distinguida pelo Financial Times como uma das que teve um crescimento mais rápido na Europa — e lançar novas marcas.

A campanha que arranca esta sexta-feira avalia a Icon-Key em 12,5 milhões de euros. Presente em 24 mercados, a empresa quer chegar aos 51 até 2023 e lançar mais oito marcas até 2020, aumentando o peso das exportações de 29% para 50% do valor total das vendas.

“A nossa ambição é criar, lançar e projetar mundialmente marcas de bebidas portuguesas, com estatuto de produtos de grande qualidade. Somos construtores de marcas e queremos oferecer aos consumidores de todo o mundo a experiência de saborear bebidas espirituosas e cervejas artesanais, com sabor e alma portugueses”, afirma o sócio Bruno Amaral, em comunicado.

A campanha arranca no dia em que o Financial Times revela o ranking das mil empresas com o crescimento mais rápido na Europa, entre 2014 e 2017. A Icon-Key surge na 450ª posição. Com 15 colaboradores e uma faturação consolidada de 4,4 milhões de euros em 2018, atualmente, a Icon-Key exporta 29% do que produz.

Desde 2008 que Daniel Correia aposta neste setor, mas só em 2014 é que Bruno Amaral se juntou para criarem uma empresa orientada para a criação, produção e comercialização de bebidas espirituosas premium. Atualmente, conta com um portefólio de sete marcas portuguesas de cerveja e bebidas espirituosas: Gin Sharish, Gin 13, Rum da Madeira William Hinton, Cerveja Artesanal Maldita, Aguardente de Medronho MAD, Ginja d’Óbidos Mariquinhas e a Aguardente da Lourinhã Louriana.

A Seedrs é uma das principais plataformas de crowdfunding no mundo e foi a primeira, a nível mundial, a ter a sua atividade autorizada e regulada pela Financial Conduct Authority no Reino Unido. Também recebeu autorização da entidade supervisora britânica para operar em qualquer país da União Europeia. Permite que indivíduos e instituições invistam a quantidade que desejarem em diferentes empresas.

Com escritórios em Lisboa, Londres, Nova Iorque, Amesterdão e em Berlim, a Seedrs ajudou a financiar, desde o arranque da atividade, em julho de 2012, mais de 630 negócios num montante total que se aproxima de 400 milhões de euros.