Rádio Observador

Fraude

Cuidado. Há uma nova campanha de phishing que usa a imagem do Montepio Geral

530

Desde esta segunda que alguns utilizadores estão a receber um email suspeito a pedir para ativarem o cartão matriz os serviços Net24 do Montepio. Tudo serve para ficar com os seus dados pessoais.

Tudo começa com um email enviado para os utilizadores, onde é pedido que estes ativem o seu cartão matriz para continuarem a utilizar os serviços Net24 Particulares/Empresas

RODRIGO ANTUNES/LUSA

Se nos próximos dias receber um email suspeito a pedir a ativação de um cartão matriz para continuar a utilizar os serviços net24 Particulares/Empresas do banco Montepio, ignore. Desde esta segunda-feira que uma nova campanha de phishing, ou seja, mensagens fraudulentas de pessoas que se fazem passar por instituições para conseguirem obter informação pessoal dos utilizadores, está a alertar alguns utilizadores, ao utilizar a imagem do Montepio. Trata-se, no entanto, de um email particular e não dos emails mandados pelo endereço oficial do Montepio.

Segundo o Segurança Informática, que descortinou todos os passos que o utilizador dá nesta campanha fraudulenta, tudo começa com um email enviado indiscriminadamente para os utilizadores (sejam do Montepio ou de qualquer outro banco), onde é pedido que estes ativem o seu cartão matriz para continuarem a utilizar os serviços Net24 Particulares/Empresas. Caso contrário, o cartão será bloqueado de forma permanente e será também cobrada uma taxa de 635,50 euros para a nova emissão desse cartão.

Exemplo do email enviado para os utilizadores

Ao carregar no link “Activar Cartão Matriz”, o utilizador é direcionado para uma página falsa em nome do Montepio, com o objetivo de “fazer com que a vítima introduza os seus dados ebanking”. O utilizador é incentivado a fazer login na página, com a sua conta pessoal, sendo de seguida solicitado o PIN de acesso ao Net24 Particulares.

O site solicita o PIN de acesso ao Net24 ao utilizador (imagem retirada do Segurança Informática)

De seguida, o PIN é enviado para as pessoas que estão por detrás desta campanha, sendo de seguida apresentada outra página onde são solicitadas as coordenadas do cartão matriz do utilizador. Continuando, o utilizador vai chegar a uma página que pede os seus dados pessoais, como o número de telemóvel, o NIF, o número do cartão de cidadão e a data de nascimento. Depois de confirmar os dados, surge uma página a informar o utilizador que está tudo a correr normalmente.

São também pedidos dados pessoais (imagem retirada do Segurança Informática)

Se tiver sido vítima desta campanha, deve contactar imediatamente a instituição bancária para a informar da situação, bem como as autoridades judiciais.

(Artigo atualizado às 15h14 do dia 12 de março com a correção da informação sobre os emails do Montepio)

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: cpeixoto@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)