"Há mais perdas com devedores de estimação"

Presidente da comissão de monitorização do Novo Banco diz que as imparidades no Novo Banco são, em grande parte, de "nomes de estimação". E revela que foram contratados detetives neste processo.

Por Edgar Caetano