O construtor automóvel norte-americano Ford anunciou hoje a supressão de mais de 5 mil postos de trabalho na Alemanha com saídas voluntárias, no quadro de um plano de reestruturação apresentado em janeiro. A Ford indicou à AFP que apresentou a todos os funcionários um programa para reformas antecipadas ou saídas voluntárias com indemnização. “Este anúncio surge no âmbito da reestruturação da Ford na Europa, que visa tornar a atividade rentável na Europa o mais depressa possível”, indicou um porta-voz da Ford na Alemanha. Não foram avançados planos para o encerramento de instalações em particular, sendo que 24 mil dos 53 mil funcionários da Ford na Europa estão na Alemanha.

Em França, a Ford está envolvida num braço-de-ferro com o Governo para encontrar uma solução para o encerramento anunciado pelo construtor da fábrica de Blanquefort, perto de Bordéus, que tem 800 trabalhadores. A quota de mercado do grupo norte-americano na Europa caiu de cerca de 11% em 2006 para 6,4% em 2018.

A reestruturação em curso visa poupar 25,5 mil milhões de dólares até 2022, o que passa pelo fim da produção de determinados modelos na América do Norte e pelo encerramento de instalações com supressão de empregos na Europa.