As judocas portuguesas Joana Ramos (-52 kg) e Telma Monteiro (-57 kg) terminaram esta sexta-feira em quinto lugar o Grand Slam de Ecaterimburgo, na Rússia, após perderem os respetivos combates para a medalha de bronze.

Joana Ramos, a única portuguesa esta sexta-feira em ação que está em zona de qualificação para os Jogos Olímpicos Tóquio2020 (17.ª), foi a primeira a discutir o bronze nos -52 kg, perdendo por ippon, com uma imobilização da belga Charline Van Snick.

A atleta do Sporting tinha caído para a luta pelo bronze, depois de, no quadro principal, ter somado uma vitória e uma derrota, e foi já no segundo duelo na repescagem que encontrou Van Snick, sexta do mundo e quarta no ‘ranking’ olímpico.

O percurso de Telma Monteiro foi diferente, com a medalha de bronze no Rio2016 a vencer os dois combates no quadro principal, e a perder já nas meias-finais, sendo relegada para o bronze, que também perdeu.

A judoca, seis vezes campeã europeia e quatro vezes vice-campeã mundial, acabou por perder com as duas melhores atletas canadianas da atualidade nos -57 kg, Christa Deguchi, quinta no ‘ranking’ mundial, e Jessica Klimkait, quarta.

Com Deguchi, Telma Monteiro perdeu por ippon, e com Klimkait, na luta pela medalha de bronze, perdeu já no ponto de ouro — discussão após um empate nos quatro minutos -, com a sua adversária a efetuar um ‘seoi nage’ aos 2.38 minutos.

Nos outros portugueses em prova no primeiro dia do Grand Slam russo, Maria Siderot (-48 kg) perdeu no segundo combate, e Sergiu Oleinic (-66 kg), judoca que esteve no Rio2016, no primeiro.

No sábado, Portugal terá Bárbara Timo (-70 kg) em competição, e no domingo Yahima Ramirez (-78 kg) e Rochele Nunes (+78 kg).

Os judocas portugueses tentam, a pouco mais de um ano, pontos no ‘ranking’ para Tóquio2020, num momento em que Catarina Costa (-48 kg), Joana Ramos (-52 kg), Bárbara timo (-70 kg, quota continental), Patrícia Sampaio (-78 kg) e Yahima Ramirez (-78 kg) e Jorge Fonseca (-100 kg) se situam em zona de qualificação.