Um incêndio numa habitação em Oeiras, distrito de Lisboa, causou esta segunda-feira seis feridos ligeiros, entre eles duas crianças, confirmou ao Observador fonte dos Bombeiros Voluntários de Oeiras. O incêndio já está extinto.

Quatro dos seis feridos – dois adultos e duas crianças – no incêndio foram transportados para o Hospital S. Francisco Xavier por inalação de fumos, os restantes recusaram o transporte. Na sequência do fogo morreram 23 gatos, avança a SIC Notícias. 

O alerta para o incêndio foi dado pelas 6h50 numa habitação , na Rua Gil Vicente, na quinta das Palmeiras em Oeiras. O prédio tem cinco andares e o fogo terá começado junto a um quarto localizado no primeiro andar do edifício. O fogo ficou circunscrito a esse espaço, segundo as declarações do 2º comandante dos Bombeiros Voluntários de Oeiras, Ricardo Silva, à estação de televisão. A casa está inabitável.

Por questões de segurança, o edifício foi imediatamente evacuado, mas os restantes moradores já puderam regressar às suas casas. Na habitação onde começou deflagrou o fogo, viviam, pelo menos, uma mãe e duas filhas menores. As causas do fogo estão por apurar.

No local estiveram 26 operacionais dos bombeiros, Proteção Civil e PSP, com o apoio de nove veículos. O fogo já está extinto e os bombeiros estão apenas a realizar operações de rescaldo para se certificarem de que não há qualquer reacendimento.

(Artigo atualizado às 12h25)