Os portugueses são o povo europeu que mais sofre de doenças orais, revelou um estudo recentemente desenvolvido pela Ordem dos Médicos Dentistas, que sublinhou ainda que quase 50 por cento da nossa população não consulta um médico dentista há mais de um ano. A saúde oral é uma parte importante da nossa saúde geral. É, por isso, fundamental fazer da visita ao médico dentista algo tão prioritário quanto a ida ao médico de família. Quando se senta na cadeira do consultório e o seu médico dentista lhe pede que abra a boca, consegue detetar possíveis problemas, como doenças orais que podem provocar outras doenças sistémicas ou até mesmo sinais de outras patologias, das cardíacas às neurológicas.

Uma boa higiene oral protege a boca (e até o coração)

Manter a boca cuidada previne várias afeções do foro oral — cáries, gengivite, periodontite, halitose, abcessos, sensibilidade dentária, tártaro — e permite mastigar bem os alimentos, pronunciar bem todos os sons e manter um bom sorriso. Ajuda também a reduzir o risco de doenças que não as orais: embora os investigadores estejam ainda a começar a compreender esta relação entre a saúde oral e a saúde geral, tem-se demonstrado que a doença oral pode agravar outros problemas de saúde, como diabetes, doenças cardíacas (como a endocardite, um problema cardíaco causado pelas bactérias que entram pela boca e se espalham pela corrente sanguínea) e acidente vascular cerebral (AVC), doenças respiratórias em adultos mais velhos, assim como bebés com baixo peso ao nascer.

Fazer um diagnóstico pela boca

Existem várias doenças que, ainda não sendo diretamente orais, podem manifestar alguns sintomas a nível dos dentes, gengivas e língua. Por exemplo, o refluxo gastroesofágico, que leva a que o ácido do estômago passe no esófago e, por vezes, na boca, pode provocar danos no esmalte dos dentes, mau hálito e inflamação da garganta. Se tem mau hálito, sangramento ou inflamação das gengivas, boca seca, feridas ou dentes soltos, poderá ser sinal de diabetes, especialmente se estes sintomas se manifestarem apesar de ter cuidado com a sua higiene oral.

Clínica Médis Amoreiras

Mostrar Esconder

Horário
– Segunda a sexta: 09:00 às 21:00
– Sábado: 09:00 às 18:00

Morada
Avenida Eng. Duarte Pacheco n.º 26, piso 0 | 1070-046 Lisboa

Contactos
– Telefone
210 522 230

– E-mail
amoreiras@clinicamedis.pt

Saiba mais em:
www.clinicamedis.pt
Facebook Clínica Médis
LinkedIn Clínica Médis
Instagram Clínica Médis

No caso de distúrbios alimentares, como bulimia ou anorexia, o médico dentista pode ser capaz de detetar danos no esmalte dos dentes causados pelo ácido do estômago devido aos vómitos frequentes. Estes são sinais que o seu médico dentista pode identificar durante o exame. É, por isso, muito importante visitá-lo com frequência, preferencialmente duas vezes por ano.

Marque uma consulta se…

Além dos check-ups regulares no seu médico dentista, há sinais que o devem levar a marcar uma consulta, tais como sensibilidade dentária ao quente ou ao frio, mau hálito, sangramento das gengivas, dores ou inchaço na boca, pescoço ou rosto, dificuldades em mastigar ou engolir, sensação frequente de boca seca, uma mancha ou ferida que não desaparece ou dor ou estalido no maxilar. A presença destes sintomas pode indicar a existência de uma doença que, sendo identificada precocemente, pode tornar o tratamento mais eficaz.

Cuidados a ter para uma boca saudável

Cumpra as recomendações do seu médico dentista e cuide dos seus dentes, gengivas e língua:

  • Escove os dentes, pelo menos, duas vezes por dia, após as refeições, de preferência com uma pasta dentífrica com flúor;
  • Bocheche com um elixir uma vez por dia;
  • Use fio dentário todos os dias uma vez ao dia
  • Troque de escova a cada três ou quatro meses ou mais cedo se as cerdas estiverem desgastadas;
  • Não fume;
  • Aposte em alimentos ricos em fósforo e cálcio — queijo, carne branca, nozes, leite, vegetais — que protegem e fortalecem o esmalte;
  • Coma fruta, como maçã e pera, e legumes, que, dado o seu elevado teor de água, estimulam o fluxo da saliva, diminuindo os efeitos nocivos dos açúcares.

Conheça a nova Clínica Médis Amoreiras

Para o ajudar na missão de cuidar da sua saúde oral, a Médis lançou uma rede de clínicas dentárias próprias sob a marca Clínica Médis. A primeira clínica dentária abriu em Lisboa, na zona das Amoreiras e pretende inovar na experiência de cliente e acesso a cuidados de saúde oral de qualidade. Pode contar com um corpo clínico de qualidade e com experiência em todas as áreas da medicina dentária e um horário alargado, mais fácil de conjugar com outros compromissos. A Clínica Médis traz ainda um conceito de atendimento inovador: ao entrar no espaço, não encontrará uma receção, mas sim um quiosque digital, no qual deverá fazer o check-in antes da consulta. Brevemente, será também possível fazer o pagamento automático nos quiosques de check-out através de Multibanco ou MBWay. Além disso, não vai precisar de perder tempo à espera de faturas, planos de tratamento ou declarações de presença; todos os documentos ser-lhe-ão enviados por e-mail. Contudo, se prefere um atendimento mais pessoal e “à moda antiga”, encontrará na clínica um Gestor de Pacientes que o ajudará em todos os passos.

A Clínica Médis Amoreiras é a primeira de cerca de 30 clínicas que vão abrir nos próximos anos nos principais centros urbanos. Durante o primeiro semestre, serão abertas mais duas clínicas: uma em Algés e outra na Av. Roma, em Lisboa. Os próximos passos serão dados na zona norte do país.

E a boa notícia é que não precisa ser um cliente Médis para marcar a sua próxima consulta.