O início do século XXI trouxe uma nova vaga de jovens atletas que procuravam igualar os feitos de Michael Jordan na NBA no final dos anos 80 e na década de 90. Mais tarde, com os dois títulos consecutivos dos LA Lakers que coincidiram com os dois prémios de MVP das finals de Kobe Bryant, o extremo norte-americano tornou-se o exemplo a seguir. Anos depois — e anos esses que ainda decorrem –, LeBron James assumiu o papel de jogador mais popular da NBA. Esta temporada, a primeira do atleta de 34 anos nos Lakers, não está a correr da melhor forma e o mais provável é que a equipa da Califórnia fique mesmo de fora dos playoffs. Assim, e numa substituição natural e justificada dentro de campo, James Harden é atualmente o atleta em maior evidência na NBA.

E esta terça-feira, contra os Atlanta Hawks, deu mais um passo de gigante nessa contenda para se tornar herdeiro de Jordan, Bryant e James. O extremo de 29 anos dos Houston Rockets tornou-se o primeiro jogador a marcar pelo menos 30 pontos a todas as 29 franquias adversárias numa só temporada da NBA: algo que nenhum dos restantes três alcançou. Harden, que é atualmente o melhor marcador da presente época de basquetebol nos Estados Unidos (2399, com uma média de mais de 35 por jogo), terminou o encontro desta terça-feira com um total de 31 pontos, 10 assistências e oito ressaltos e os Rockets acabaram por vencer os Hawks por 121-105.

Para trás ficam as marcas de Michael Jordan, que em 1986/87 marcou pelo menos 30 pontos a 22 equipas diferentes, e também de Kobe Bryant, que em 2005/06 ficou a dois pontos do registo inédito (assinou 30 ou mais pontos a 28 adversários). O feito de James Harden só é mesmo comparável ao de Wilt Chamberlain, antigo jogador dos Philadelphia Warriors e dos Lakers que é ainda o único a ter marcado 100 pontos num único jogo, que durante a década de 60 encerrou várias temporadas com o registo de 30 ou mais pontos marcados a todos os adversários: nesta altura, porém, o número de equipas a competir na NBA não excedia as 15, metade do número atual.

Com mais uma exibição perto do brilhante contra os Hawks, Harden já chegou aos 30 pontos em 48 dos 67 jogos em que participou esta temporada (num número assinalável que corresponde a 71% dos encontros) — nos 19 em que não alcançou as três dezenas, marcou pelo menos 20 em 16, marca que só falhou em três ocasiões. Em 2018/19, o jogador dos Rockets já chegou mesmo ao segundo melhor registo de sempre de jogos consecutivos a marcar pelo menos 30 pontos: 32 encontros, só superados pelos extraordinários 65 de Wilt Chamberlain.