Rádio Observador

Porto

Diretor do liceu Alexandre Herculano acredita que obra vai “finalmente” avançar

134

O novo concurso para a requalificação e modernização do centenário liceu Alexandre Herculano, por um preço base de 9,8 milhões de euros, foi publicado na segunda-feira em Diário da República.

JOSE COELHO/LUSA

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

O diretor da escola Alexandre Herculano, no Porto, disse esta terça-feira acreditar que o novo concurso para a requalificação daquele estabelecimento de ensino não vai ficar deserto, mostrando-se confiante de que a obra vai “finalmente” ser uma realidade.

Estou esperançoso de que rapidamente se concretize a obra e que, desta vez, tenho quase a certeza, que vão aparecer candidatos e ofertas suficientemente válidas para que a obra seja uma realidade”, afirmou Manuel Lima, em declarações à Lusa.

O novo concurso para a requalificação e modernização do centenário liceu Alexandre Herculano, por um preço base de 9,8 milhões de euros, foi publicado na segunda-feira em Diário da República. Manuel Lima baseia a sua convicção no facto do novo concurso centrar-se apenas na intervenção no edificado da escola sede, ao contrário do projeto da Parque Escolar que representava um investimento muito superior, nomeadamente com a aquisição de terrenos.

“Neste momento, houve uma repartição de responsabilidades. O Governo comprometeu-se a reforçar a verba para financiar a intervenção na escola sede e a autarquia a construir um pavilhão gimnodesportivo, que poderá ser também utilizado pela comunidade”, concluiu o diretor, dizendo estar expectante relativamente ao resultado do concurso.

Para o diretor da Alexandre Herculano, aquando das obras, o processo de transferências de alunos será, quanto muito, uma questão de pormenor para a qual os pais já estão devidamente sensibilizados, já que está salvaguardada a sua transparência para outros dois estabelecimentos de ensino. Quanto ao património material da escola, Manuel Lima garantiu que a sua armazenagem será programada assim que lhes for comunicado o resultado do concurso.

Na sua página na Internet, a Câmara do Porto revelou o lançamento deste novo concurso público, referindo que a apresentação de candidaturas decorre até ao dia 24 de abril e estimando que o período de obra se fixe nos 480 dias, ou seja, aproximadamente 16 meses. Neste novo concurso, o preço-base da obra eleva-se para os 9,8 milhões de euros, depois de o Governo ter assumido o compromisso de comparticipar 3,7 milhões de euros e o município do Porto assegurar a construção do pavilhão polidesportivo.

A autarquia lembra que “o primeiro concurso para a reabilitação do centenário liceu, lançado em outubro, não teve concorrentes. Apesar de se terem apresentado 14 interessados, estes invocaram que o preço proposto para o projeto que chegou à Câmara depois de elaborado pela Parque Escolar, no valor de sete milhões de euros, era demasiado baixo”.

O impasse foi resolvido em janeiro, depois de uma reunião entre o primeiro-ministro, António Costa, o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, onde foi anunciado “o lançamento de um novo concurso com a revisão do preço-base”. “Dessa análise técnica, estabeleceu-se um novo preço-base de 9,8 milhões de euros. Na prática, o Ministério da Educação elevou a sua comparticipação para 3,7 milhões de euros e a Câmara do Porto manteve o contributo de 950 mil euros, com o compromisso de construir o pavilhão polidesportivo, que deverá rondar os dois milhões de euros”, refere o município.

Na Adenda, determinou-se ainda que já no decurso de 2019 o Ministério da Educação vai transferir para a Câmara do Porto o valor de 475 mil euros e, em 2020, 3,27 milhões, perfazendo o total de 3,7 milhões de euros “da contrapartida pública nacional a cargo do Estado”.

A escola, instalada num edifício do arquiteto Marques da Silva, chegou a ser encerrada pela direção, em janeiro de 2017, devido à sua degradação, que poderia pôr em causa a segurança de alunos, professores e funcionários, reabrindo portas em 13 de setembro daquele ano para algumas turmas após obras consideradas prioritárias.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Política

A sobrevivência do socialismo /premium

André Abrantes Amaral

O socialismo é a protecção de um sector contra os que ficam de fora. O desejo de ordem e a desresponsabilização é natural entre os que querem segurança a todo o custo.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)