Igreja Católica

Figuras públicas conversam sobre Deus na igreja do Campo Grande, em Lisboa

638

Nomes como Maria Rueff, Lobo Xavier, José Manuel Pureza, Rui Vieira Nery ou Joana Carneiro vão conversar com a jornalista Maria João Avillez sobre o lugar de Deus nas suas vidas.

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

Várias figuras públicas portuguesas vão conversar sobre o lugar de Deus e da fé nas suas vidas, numa iniciativa promovida pela jornalista Maria João Avillez que vai acontecer ao longo das próximas semanas na igreja do Campo Grande, em Lisboa.

A iniciativa, intitulada “E Deus nisso tudo?“, tem como objetivo levar figuras conhecidas do público português a revelarem os seus percursos de fé e a sua relação com a transcendência, explicou a jornalista ao Observador.

Entre os convidados da iniciativa encontram-se nomes como a atriz Maria Rueff, o advogado e conselheiro de Estado António Lobo Xavier, o deputado do Bloco de Esquerda José Manuel Pureza, a maestrina Joana Carneiro ou a presidente da Fundação Champalimaud, Leonor Beleza.

A reitora da Universidade Católica, Isabel Capeloa Gil, o musicólogo Rui Vieira Nery, o fadista Peu Madureira, a escritora Leonor Xavier, o presidente da Renova, Paulo Miguel Pereira Silva, o historiador Henrique Leitão, e o diretor do Museu Nacional de Arte Antiga, António Filipe Pimentel, completam o leque de convidados para esta iniciativa.

As conversas na igreja do Campo Grande são uma continuação de uma iniciativa semelhante realizada em 2015 na capela do Rato, também em Lisboa, intitulada “Deus”.

Na altura, Maria João Avillez levou figuras como Marcelo Rebelo de Sousa, Assunção Cristas, Maria de Belém, Jorge Silva Melo, Fernando Santos, Pedro Mexia, Carminho, Henrique Monteiro e João Taborda da Gama à capela — então tutelada pelo padre José Tolentino Mendonça, hoje arcebispo — para falar da sua relação com Deus.

As conversas decorrem todas as quartas-feiras às 21h30, na igreja do Campo Grande, e terão a duração de uma hora. A primeira, com Maria Rueff, acontece nesta quarta-feira, 27 de março.

O cartaz da iniciativa “E Deus nisso tudo?”

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: jfgomes@observador.pt
Igreja Católica

A Europa e a Páscoa dos Cristãos no Mundo

Raquel Vaz-Pinto
335

Ao celebrar a Páscoa e a sua compaixão devíamos reflectir sobre os sacrifícios dos cristãos que vivem longe e fazer a pergunta difícil e dolorosa: conseguiríamos manter a Fé e de seguir o seu exemplo?

Civilização

A evidência é desprezada?

António Cruz Gomes

Ainda que nascidos transitórios – para viver no mundo, com o mundo e pelo mundo – fomos indelevelmente marcados por uma aspiração transcendental.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)