Três grávidas foram agredidas e ameaçadas de morte pelos companheiros em Torres Vedras, Figueira da Foz e Vila do Conde. Os casos constam na edição desta terça-feira do Jornal de Notícias e, segundo o jornal, ocorreram nos últimos dias. A vítima de Torres Vedras, de 40 anos, chegou mesmo a ser arrastada pelos cabelos para dentro de uma casa da família e, já lá dentro, atacada com “elevados índices de violência”, de acordo com a PSP, citada pelo diário. O agressor, também com 40 anos, foi detido e proibido de contactar a vítima.

Na Figueira da Foz e em Vila do Conde, os agressores foram detidos por ameaças de morte às companheiras grávidas. No primeiro, o homem de 23 anos e com antecedentes criminais ameaçou de morte com uma arma a companheira de 36 anos. Para além das ameaças, o agressor foi detido pela posse de 1429 doses de haxixe e de um carro roubado. Já no caso de Vila do Conde, um homem de 30 anos foi também detido por ameaçar de morte a ex-mulher, igualmente grávida. Neste caso, a mulher de 39 anos foi perseguida e humilhada depois de ter pedido o divórcio, segundo conta o JN.

Para além destes três casos, também nos últimos dias foi igualmente detido um homem de 21 anos, condenado por abuso sexual e roubo, por agredir e sequestrar a companheira, em Seia. Em Albergaria-a-Velha, uma mulher de 55 anos foi agredida no trabalho pelo companheiro, que recorreu a um pau e uma faca. Outra mulher, de 51 anos, foi agredida e ameaçada com uma caçadeira e o neto de 12 anos também foi atacado. Em Ponte de Lima, um homem de 46 anos, que estava a ser investigado por ameaçar a ex-mulher, foi detido por posse ilegal de armas.