18 pessoas foram mortas por um camião na Guatemala, após o veículo atropelar um grupo de cerca de 50 pessoas na estrada de Nahualá. O condutor do camião seguia com os faróis desligados, à noite, e não parou após o acidente, indica a Reuters. Entre os mortos está uma menina de oito anos. O governo declarou três dias de luto nacional pelo acidente.

19 pessoas estão hospitalizadas e em condição crítica, de acordo com as declarações do ministro da Saúde, Carlos Soto. O presidente da Guatemala, Jimmy Morales, considerou a tragédia um “acidente de viação” e manifestou pesar, prometendo “uma ação coordenada de apoio para os familiares das vítimas”.

O porta-voz dos bombeiros locais, Cecilio Chacaj, indicou à Al Jazeera que o condutor “não terá visto as pessoas na estrada” antes de as atropelar. As 50 pessoas estariam reunidas em volta de um acidente de viação que ocorrera pouco antes e vitimara uma pessoa.

Inicialmente as autoridades guatemaltecas tinham comunicado que havia pelo menos 32 mortos, número que foi corrigido depois de os bombeiros chegarem ao local do acidente e examinarem os corpos.