O grupo Macau Legend anunciou receitas no valor de 1,87 mil milhões de dólares de Hong Kong (cerca de 207 milhões de euros), em 2018, o que representa um crescimento anual de 1,6%.

Em comunicado à bolsa de valores de Hong Kong, o grupo indicou que as receitas do jogo registaram um aumento de 12,2%, em relação ao ano anterior, para 1,4 mil milhões de dólares de Hong Kong (154,2 milhões de euros).

O grupo, do empresário de Macau David Chow, atribuiu este crescimento às receitas provenientes do casino Legend Palace, que atingiram 682,5 milhões de dólares de Hong Kong (HKD) em 2018.

Em contrapartida, houve uma quebra acentuada das receitas não relacionadas com o jogo, que desceram 18,9%, em termos anuais, para 507,4 milhões de Hong Kong (55,9 milhões de euros).

O EBITDA (resultados antes de impostos, juros, depreciações e amortizações) ajustado foi de 359,8 milhões de HKD, num aumento de 29% relativamente a 2017.

A Macau Legend opera vários casinos em Macau sob a bandeira da Sociedade de Jogos de Macau (SJM), mas conta ainda com investimentos nas áreas da agricultura, da banca e da hotelaria, nomeadamente em países lusófonos.

Atualmente, está a desenvolver o maior empreendimento turístico previsto para Cabo Verde, com um investimento superior a 200 milhões de euros, e que consiste num complexo turístico com hotel, marina, centro de convenções e casino.

Em fevereiro do ano passado, David Chow entregou ao Banco de Cabo Verde (BCV) o pedido para a criação do Banco Sino-Atlântico.

Encontra-se também a desenvolver uma praça ao ‘estilo manuelino’, com cerca de 130.000 metros quadrados, em Hengqin (Ilha da Montanha), a poucos quilómetros de Macau, que vai estar pronta no último trimestre deste ano.