Um incêndio de grandes proporções que está ativo há várias horas no concelho de Castelo de Paiva já evoluiu para o concelho vizinho de Arouca, segundo avançou à Lusa o comandante da corporação de bombeiros de Castelo de Paiva.  Joaquim Rodrigues diz que no seu concelho ainda se encontra ativa uma frente de fogo, nas proximidades do rio Paiva, que mobilizava 176 bombeiros e 55 viaturas.

Joaquim Rodrigues adiantou que aquele setor evoluiu em zona de eucalipto e mato, em “zona muito acidentada”, prevendo que o combate, que disse ser muito difícil, se prolongue por mais algumas horas, apesar de estar em curso um reforço de meios. “Já ardeu uma área imensa que não consigo agora quantificar”, afirmou.

Questionado sobre a eventual existência de casas em risco, o comandante referiu não haver. Horas antes o presidente da câmara, Gonçalo Rocha, disse à Lusa que as chamas “lavram com alguma intensidade”, mas “não põem em risco iminente” as habitações mais próximas.

O autarca diz que o facto de não haver vento no local pode ajudar a controlar o fogo. De acordo com o site da Proteção Civil, às 23h14 desta sexta-feira o fogo — que ainda estará fora de controlo — envolvia 196 operacionais e 86 meios terrestres.