Literatura

Literatura portuguesa na Feira do Livro Infantil de Bolonha

239

Na Feira do Livro Infantil estarão expostos cerca de 80 livros portugueses para os mais novos publicados ao longo do último ano. Haverá ainda conferências, debates e apresentações de livros.

A exposição anual da feira contará este ano com obras dos ilustradores portugueses André Letria e Carolina Celas, entre os 76 selecionados

GIORGIO BENVENUTI/EPA

Autor
  • Agência Lusa

A Feira do Livro Infantil de Bolonha, ponto de encontro anual e internacional da literatura e ilustração para os mais novos, começa esta segunda-feira em Itália e terá a presença de autores, editores e ilustradores portugueses.

Há mais de uma década presente na feira, a Direção-Geral do Livro, Arquivos e Bibliotecas (DGLAB) revelou que voltará a ter um espaço próprio e divulgação do livro para a infância e juventude, e dará destaque ao livro “Não é nada difícil”, que valeu a Madalena Matoso o Prémio Nacional de Ilustração.

No espaço da DGLAB estarão ainda expostos cerca de 80 livros portugueses para os mais novos publicados ao longo do último ano, e haverá espaço para divulgar os atuais incentivos do organismo à internacionalização.

No âmbito do programa anual de apoio à ilustração e BD, a DGLAB dá conta que desde 2005 foram editados mais de 300 obras em 31 países diferentes.

A Feira do Livro Infantil de Bolonha cumprirá a 56.ª edição, de segunda a quinta-feira, com um extenso programa de conferências, debates, apresentações de livros, reuniões negociais de direitos e exposições de ilustração.

A exposição anual da feira contará este ano com obras dos ilustradores portugueses André Letria e Carolina Celas, entre os 76 selecionados.

Todos os anos, a feira atribui ainda prémios de excelência à produção literária, tendo já sido anunciado que “Atlas das viagens e dos exploradores”, de Isabel Minhós Martins e Bernardo P. Carvalho, venceu o prémio de melhor livro de não-ficção.

A editora portuguesa Orfeu Negro está nomeada para o prémio de melhor editora europeia.

No âmbito da feira, na terça-feira é anunciado o vencedor do prémio literário sueco Astrid Lindgren Memorial Award, para o qual estão nomeados os autores Bernardo P. Carvalho, Catarina Sobral, Luísa Ducla Soares, Maria Teresa Maia Gonzalez e a estrutura Andante Associação Artística.

Segundo a DGLAB, na feira do livro estarão presentes as editoras Planeta Tangerina, Pato Lógico, Orfeu Negro, Edicare, Livros Horizonte e Livraria Lello.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Crónica

Portugal, um país à prova de fake news /premium

José Diogo Quintela

Porra Vasily! Então, mas o que é que andas a fazer, pá? Portugal não necessita dos nossos trolls, nem das nossas fake news. Os partidos tradicionais encarregam-se de escangalhar a imagem da democracia

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)