Rádio Observador

Ford

Ford revela Kuga, que é mais carro e menos jipe

Este é o novo Kuga, o SUV compacto da Ford que vai ser introduzido no mercado europeu. Face ao anterior, é mais leve, mais ágil e vai oferecer versões híbridas. Mas perde o ar de jipe que possuía.

O novo Kuga nada herda do antigo, a começar pela estética, com a Ford a ter decidido optar por uma linha mais próxima de um automóvel convencional, mais alto e com maior altura ao solo, em vez do ar de jipe que caracterizava a geração anterior. Por outro lado, o fabricante garante agora maior eficiência, nas prestações e nos consumos, bem como uma considerável redução no peso, que se irá traduzir em rapidez nas acelerações e menor apetite nos consumos.

Se o aspecto é menos agressivo, o novo Kuga aparenta ser mais aerodinâmico e ligeiro, o que se confirma com anúncio da marca, que reclama uma redução no peso de 90 kg. Notável, pois o modelo é mais largo (4,4 cm) e mais comprido (9,9 cm) que anteriormente, sendo que de menor tem apenas a altura (2,0 cm), mais uma vez para optimizar o Cx.

A Ford refere-se ao habitáculo como sendo mais comprido 4 cm, sendo que o banco posterior pode ser regulável longitudinalmente, privilegiando o espaço para as pernas de quem se senta atrás, ou a capacidade da bagageira.

Novos são igualmente os motores, estando disponível logo no lançamento uma versão híbrida plug-in (PHEV), que cruza um motor 2.5 a gasolina com um motor eléctrico, para em conjunto atingirem 225 cv. O motor eléctrico é alimentado por uma bateria com 14,4 kWh, o que permite percorrer 50 km em modo 100% zero emissões. A Ford antecipa que este Kuga PHEV anuncie um consumo de 1,2 l/100 km e emissões de CO2 de 29 g por quilómetro.

Além do Kuga PHEV, a Ford proporá também um Kuga Hybrid com os mesmos motores a combustão e eléctrico, mas uma bateria menor e não recarregável, que anuncia um consumo médio de 5,6 litros. Se não gostar deste Hydrid a gasolina, a Ford pode propor-lhe o Kuga EcoBlue Hybrid a gasóleo, que monta um motor 2.0 sobrealimentado com 150 cv e reivindica um consumo de 5,0 litros.

Disponível está igualmente o motor 2.0 Diesel EcoBlue de 190 cv, mas as motorizações mais procuradas, sobretudo em Portugal, serão os EcoBoost 1.5 a gasolina, com três cilindros e potências entre 120 e 150 cv.

O novo Kuga destinado à Europa, que nos EUA se denomina Escape, é fabricado na Alemanha, tendo a sua chegada ao nosso país agendada para o 3º trimestre de 2019, algures por volta de Novembro, com as encomendas a iniciarem-se um pouco antes.

Recomendador: descubra o seu carro ideal

Não percebe nada de carros, ou quer alargar os horizontes? Com uma mão-cheia de perguntas simples, ajudamo-lo a encontrar o seu carro novo ideal.

Recomendador: descubra o seu carro idealExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: alavrador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)