NATO

Secretário-geral da NATO apela à unidade na organização perante o congresso dos EUA

O secretário-geral da NATO reconheceu diferenças sérias dentro da aliança. Pediu unidade no âmbito dos 70 anos da organização, do Congresso dos EUA, num momento de tensão transatlântica.

JIM LO SCALZO/EPA

Autor
  • Agência Lusa

O secretário-geral da NATO reconheceu esta quarta-feira divisões sérias dentro da aliança e apelou à unidade, no âmbito das comemorações dos 70 anos da organização, perante o Congresso dos EUA e num momento de tensão transatlântica. Jens Stoltenberg, secretário-geral da NATO, pediu mais unidade na organização e mais financiamento para as suas missões, perante os novos desafios globais, tal como a atitude agressiva da Rússia.

Perante congressistas norte-americanos, no âmbito das comemorações dos 70 anos da NATO, Stoltenberg disse que é preciso recordar os laços históricos que permitiram que os EUA e os seus aliados europeus preservassem a paz, no final da II Guerra Mundial, quando da fundação da Organização do Tratado do Atlântico Norte. “Temos de ser francos. (…) As perguntas estão a ser feitas em ambos os lados do Atlântico, sobre a real força da nossa aliança”, afirmou o secretário-geral da aliança atlântica.

Stoltenberg elogiou o Presidente dos EUA, Donald Trump, por ter pedido aos aliados para aumentarem o volume da sua participação financeira na NATO, embora não se tenha referido às críticas que o líder dos EUA também tem apontado à organização. Nos últimos anos, a aliança tem sofrido fortes pressões, com Donald Trump a questionar a utilidade da NATO, acusando os aliados de deixarem os norte-americanos com a fatura fundamental das intervenções militares em nome da organização do Atlântico Norte.

Perante os congressistas norte-americanos, Stoltenberg preferiu destacar os benefícios para os EUA de terem aliados na NATO, recordando que não hesitaram em ativar o artigo 5º do tratado, que impele os membros a atuarem quando um é atacado, logo a seguir aos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001.

Stoltenberg disse mesmo que os aliados também fornecem aos EUA apoio militar valioso, em tempo de paz, desde o rastreamento de submarinos no Ártico até à provisão de bases na Europa de que os norte-americanos se podem socorrer. “A nossa aliança não durou 70 anos por uma questão de nostalgia ou de sentimento. A NATO sobrevive porque é do interesse nacional de todos e de cada um dos países”, disse o secretário-geral da organização. Na quinta-feira, ainda no âmbito das comemorações dos 70 anos da NATO, Stoltenberg liderará uma reunião de ministros dos Negócios Estrangeiros dos países membros, organizada pelo secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo.

Espera-se que, nessa reunião, sejam abordadas algumas divergências que os EUA têm revelado no interior da NATO, mas Stoltenberg já esta semana sossegou os líderes dos vários países membros, sobre essa questão. “Discussões abertas e opiniões diferentes não são sinal de fraqueza”, disse Stoltenberg.

Donald Trump referiu-se à NATO como uma “organização obsoleta” e criticou recentemente a Alemanha por não cumprir metas de gastos e tem ameaçado propor a inclusão de sanções aos países que não respeitem a regra de 2% do PIB em defesa, objetivo que, segundo um relatório da NATO, apenas sete países atingiram, em 2018. Mas Stoltenberg já reconheceu que o apelo de Trump tem dado frutos, com os membros a revelarem mais esforço financeiro, e esta quarta-feira, perante os congressistas norte-americanos, preferiu ignorar as críticas do Presidente dos EUA ao funcionamento da NATO.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
NATO

Os 70 anos da NATO, vistos da Europa


João Diogo Barbosa

Não só o “exército europeu” se tornou um dos temas essenciais para o futuro, como foi possível, pela primeira vez, a aprovação de um Programa Europeu de Desenvolvimento Industrial no domínio da Defesa

NATO

A velhinha NATO /premium

Diana Soller

Mas não faz sentido ignorar que, aos 70 anos, a NATO, que nos garante silenciosamente a segurança e que sobreviveu ao seu próprio sucesso na Guerra Fria, nunca passou um período tão difícil. 

Filhos

Guarda conjunta em residência alternada /premium

Eduardo Sá

A recomendação de ser “regra” o regime de guarda conjunta com residência alternada, se mal gerida, pode trazer a muitas crianças uma regulação da responsabilidade parental mais populista do que justa.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)