Durante a manhã desta quinta-feira (4h00 da madrugada na hora local) cerca de 25 criminosos entraram no Banco do Brasil e no Santander, em Guararena, São Paulo. O G1 indica que a polícia brasileira interrompeu o assalto três horas depois e matou pelo menos dez dos ladrões no local, e outro em fuga.

Os assaltantes estavam fortemente armados e colocaram bombas, que nunca chegaram a ser detonadas, nas duas agências. A maioria dos ladrões conseguiu escapar em dois carros, conduzindo por estradas rurais. O assaltante morto durante a fuga tentava usar uma família local como escudo humano, sendo abatido pela polícia sem ferir os civis.

Um dos veículos usados para a fuga foi depois encontrado abandonado. O carro foi isolado por a polícia suspeitar de que terá sido armadilhado com uma bomba.

A polícia não confirma se foi roubado dinheiro dos bancos, nem se foi identificado qualquer um dos assaltantes. Abandonadas no local do roubo, foram apreendidas sete armas e uma quantidade desconhecida de explosivos.