O italiano Sérgio Zanotti, que estava sequestrado na Síria há cerca de três anos, foi libertado e vai regressar a Itália nos próximos dias, afirmou esta sexta-feira o primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte.

Sérgio Zanotti, um empresário da região de Brescia, de 56 anos, foi sequestrado em abril de 2016, quando efetuou uma viagem de negócios à Turquia, perto da fronteira com a Síria.

“Sérgio Zanotti está em bom estado geral de saúde. Depois de uma complexa atividade de inteligência, investigação e diplomacia, levada a cabo de uma maneira sinérgica, conseguimos a sua libertação”, disse Giuseppe Conte.

O primeiro-ministro considerou que foi um “grande sucesso” das instituições italianas envolvidas na operação, em especial da Agência de Informação e Segurança Externa do país.

Durante o tempo em que esteve sequestrado por um grupo ligado à Al-Qaida, Sérgio Zanotti surgiu em dois vídeos, o último dos quais em maio de 2017 e o primeiro alguns meses antes.

O refém surgiu nos vídeos, vestido com uma túnica, a pedir a intervenção do Governo para impedir a sua execução, enquanto atrás dele estava um homem, encapuzado e armado.