Rádio Observador

GNR

GNR desmantela rede ilegal de apostas desportivas centrada no norte do país

A GNR anunciou que desmantelou uma rede ilegal de apostas desportivas centrada no norte do país. Foram detidos nove suspeitos e apreendidos 50 veículos, além de 54 dispositivos informáticos.

A operação contou com 138 militares da Unidade de Ação Fiscal e da Unidade de Intervenção

Mark Makela/Getty Images

Autor
  • Agência Lusa

A GNR anunciou este sábado que desmantelou uma rede ilegal de apostas desportivas centrada no norte do país, deteve nove suspeitos, constituiu outros 21 arguidos e apreendeu 50 veículos e 54 dispositivos informáticos.

“A atividade criminosa desmantelada consistia na disponibilização, gestão, pagamento e cobrança de valores relativos a apostas desportivas, as quais eram efetuadas mediante o acesso a sites disponibilizados em estabelecimentos comerciais”, explica a Guarda Nacional Republicana (GNR), em comunicado.

Esta força de segurança acrescenta que, durante a operação, denominada de “Showdown”, os militares do Destacamento de Ação Fiscal do Porto apreenderam meia centena de veículos, com um valor estimado de um milhão e 200 mil euros, quatro motociclos, avaliados em 31 mil euros e 54 dispositivos informáticos utilizados na exploração do jogo ilícito e na realização de apostas desportivas online (tablets, discos externos, pen drives e impressoras).

A GNR apreendeu também 36 computadores, sete máquinas de jogo, 24 telemóveis e cerca de quatro mil euros em numerário.

No decorrer das diligências, foram ainda arrestados bens imóveis e contas bancárias no montante de cerca de 292 mil euros.

“No decurso desta operação, na qual foram empenhados 138 militares da Unidade de Ação Fiscal e da Unidade de Intervenção, foram realizadas 41 buscas em diferentes localidades dos distritos de Porto, Braga e Viana do Castelo, 20 das quais a estabelecimentos comerciais, onde eram disponibilizados os acessos aos sites para a prática ilícita de apostas desportivas, cinco a empresas envolvidas na exploração de sites de apostas desportivas, 15 a domicílios e uma a um armazém que funcionava em apoio à atividade ilícita desenvolvida”, refere a GNR.

Operações em simultâneo na Áustria e Alemanha

Em simultâneo, indica a nota, foram também realizadas buscas na Áustria e na Alemanha, países aonde se encontravam os servidores utilizados na exploração do jogo ilícito.

“Esta operação, considerando a dimensão transnacional dos ilícitos sob investigação, teve no plano da cooperação policial o patrocínio e o apoio operacional da EUROPOL (Serviço Europeu de Polícia), que disponibilizou também um analista para acompanhar as diligências em território nacional, e, no âmbito da coordenação da cooperação judiciária, a intervenção do EUROJUST (Unidade de Cooperação Judiciária da União Europeia)”, conta a GNR.

No decorrer da operação foram detidos nove suspeitos e outros 21 foram constituídos arguidos, tendo sido elaborados nove autos de notícia por exploração ilícita de apostas desportivas e jogos de fortuna e azar.

Os nove detidos, indiciados pelos crimes de exploração ilícita de jogos e apostas online, de associação criminosa e de fraude fiscal qualificada, foram presentes na sexta-feira a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal do Porto, tendo o juiz de instrução criminal decretado a prisão preventiva a um dos arguidos.

Os restantes oito suspeitos saíram em liberdade mediante o pagamento de caução, disse este sábado à agência Lusa fonte da GNR.

A operação decorreu na quinta-feira e esteve a cargo da Unidade de Ação Fiscal, através do Destacamento de Ação Fiscal do Porto, no âmbito de uma investigação dirigida pelo Departamento de Investigação e Ação Penal do Porto, que visou o desmantelamento de uma rede ilegal de exploração de apostas desportivas.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Discriminação

A Universidade e a raça

Ricardo Cabral

É pena ver parte dos políticos a não abordar os assuntos raciais com a maturidade necessária. É triste saber que Portugal é governado por quem desconhece a verdadeira e diversa realidade portuguesa.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)