O horário foi cumprido quase religiosamente e pouco minutos depois das dez da noite já a sala estava cheia. Sentia-se no ar aquele extâse típico de pré-concerto não só entre os mais novos, como também entre os mais velhos. Se há coisa que deu para perceber neste concerto foi que não há limite de idade para se gostar de Capitão Fausto, há espaço para todos cantarem e dançarem.

As luzes baixaram. Os 5 artistas subiram a palco. Os gritos de euforia das primeiras filas ecoaram na sala. Estava tudo pronto para um bom concerto.
Durante uma hora e meia houve tempo para se ouvir músicas de toda a discografia, para solos do baterista, palavras de agradecimento e para baladas mais intimistas ao piano.

O mais recente trabalho dos “Fausto” saiu há menos de um mês, mas isso não foi desculpa para não ser cantado e aclamado por toda a plateia.
Exemplo disso aconteceu mesmo no fim do espetáculo onde o público, todo em uníssono, cantou o último verso da música “Final” – “Se eu não ficar contigo, é tudo em vão”.

Veja a fotogaleria e veja os melhores momentos da noite de ontem.