Câmara Municipal Lisboa

Câmara de Lisboa entrega mais de 800 casas em 2019

110

A Câmara Municipal de Lisboa pretende disponibilizar ainda este ano oito centenas de casas, o que beneficiará mais de três mil pessoas. Esta segunda-feira foram entregues as primeiras 50 habitações.

As 50 casas disponibilizadas pela autarquia localizam-se no Bairro da Boavista, que está a ser alvo de requalificação

MIGUEL A. LOPES/LUSA/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

A Câmara Municipal de Lisboa entregou esta segunda-feira as primeiras 50 habitações de um conjunto de mais de 800 previstas para este ano, beneficiando mais de três mil pessoas, segundo o presidente da autarquia, Fernando Medina.

A Câmara Municipal de Lisboa, só neste ano de 2019, vai assegurar o direito à habitação a mais de três mil pessoas. Nós estamos a falar de cerca de 800 casas que serão entregues às pessoas”, ao abrigo dos vários programas do município, afirmou o presidente da câmara. ´

“É um número já com muito significado que, não resolvendo todos os problemas (…), já é um contributo com muito significado para podermos resolver pelo menos [a situação de] cerca de três mil pessoas que antes não tinham acesso à habitação e que vão passar a ter através da política municipal“, acrescentou.

Fernando Medina (PS) falava aos jornalistas durante a entrega das primeiras 50 casas do Bairro da Boavista, que está a ser alvo de requalificação. O realojamento dos habitantes das 510 casas de alvenaria do bairro divide-se em cinco fases, dando lugar a quase 500 novas habitações, de tipologias entre T1 a T4.

Esta primeira fase, que representa um investimento de cerca de cinco milhões de euros, vai realojar 130 pessoas, informou a câmara.

Este novo projeto de arquitetura, “Uma casa que cresce com a família”, que está também a ser implementado no Bairro Padre Cruz e no Bairro da Cruz Vermelha, “é sustentável em termos ambientais e pelas qualidades de habitabilidade, pelas características da construção e dos materiais usados, capacidade evolutiva, pela fácil manutenção e cuidado com as acessibilidades, bem como pela eficiência energética, utilizando águas pluviais e a energia solar”, refere a autarquia em comunicado.

“A habitação social não pode ser uma habitação de segunda qualidade, tem que ser uma habitação de primeira qualidade, com os melhores materiais, com as melhores soluções arquitetónicas, amigas do ambiente, adaptadas ao ciclo de vida, isto é, com menos obstáculos”, defendeu Medina.

A Câmara de Lisboa também já afetou, para este ano, 330 casas de renda apoiada para “as famílias com mais necessidades”.

O chefe do executivo municipal avançou em fevereiro que a afetação de casas no regime de renda apoiada, “para a totalidade do ano de 2019”, iria ser feita até ao fim de março, de modo a “antecipar a tranquilidade das famílias, que vão poder saber antecipadamente com a casa que contam”.

A cerimónia desta segunda-feira contou também com a presença da vereadora da Habitação, Paula Marques (Cidadãos por Lisboa, eleita na lista do PS), da presidente da Junta de Freguesia de Benfica, Inês Drummond (PS), da Associação Recreativa de Moradores e Amigos do Bairro da Boavista, do presidente da empresa municipal Gebalis – Gestão dos Bairros Municipais de Lisboa, bem como da presidente da Assembleia Municipal de Lisboa, Helena Roseta.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Inovação

Web Summit e provincianismo

Fernando Pinto Santos

Porque é a investigação académica tão desconsiderada em Portugal? Talvez porque moldes ou toalhas não sejam tão glamorosos como uma app com um nome estrangeiro numa conferência com o nome de Summit.

Bragança

Bragança tem gente culta e fica aqui

Nuno Pires

“Bragança fica longe de Lisboa, é certo, mas também Lisboa de Bragança. Porém, estamos mais perto de Madrid, Paris, Salamanca, Barcelona e do resto da Europa”

Eleições Europeias

Não há eleições europeias /premium

João Marques de Almeida

O parlamento europeu serve sobretudo para reforçar o poder dos grandes países, cujos partidos dominam os grupos políticos e, principalmente, as comissões parlamentares se fazem as emendas legislativas

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)