Pesca

Apreendidas em Alcochete oito toneladas de amêijoa-japonesa avaliada em 81.500 euros

A GNR detetou dois homens na posse dos bivalves. Nos primeiros quatro meses de 2019 foram apreendidos e devolvidos ao habitat cerca de 23 toneladas de espécimes de amêijoa-japonesa.

Os bivalves estavam vivos e foram devolvidos ao seu habitat natural

José Goulao/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O Destacamento de Controlo Costeiro de Lisboa apreendeu esta terça-feira, em Samouco, concelho de Alcochete, distrito de Setúbal, oito toneladas de amêijoa-japonesa, avaliada em 81.500 euros, anunciou a GNR, em comunicado.

No decorrer de uma ação de vigilância de combate da apanha de amêijoa-japonesa, os militares da Guarda Nacional Republicana (GNR) detetaram “dois homens na posse de oito toneladas de bivalves, armazenados em espaços improvisados sem quaisquer condições higieno-sanitárias”, lê-se no comunicado.

Os bivalves apreendidos não se faziam acompanhar do documento de registo necessário e a sua captura sem que “sejam sujeitos a um controlo higiossanitário” pode colocar em causa a saúde pública. No comunicado divulgado, a GNR explicou que “os bivalves, por se encontrarem vivos, foram devolvidos ao seu habitat natural”.

Os dois homens, com 32 e 44 anos, foram identificados e foram-lhes passados, pela GNR, os autos de contraordenação respetivos.

Esta apreensão decorreu de um conjunto de ações desenvolvidas pelo Destacamento de Controlo Costeiro de Lisboa, “que visam o combate à apanha ilícita e posterior comercialização de moluscos e bivalves no Estuário do Rio Tejo”.

“Nos primeiros quatro meses [do ano] foram apreendidos e devolvidos ao habitat cerca de 23 toneladas de espécimes de amêijoa-japonesa que, ao serem impedidos de entrar no consumo, representam cerca de 230 mil euros que são subtraídos ao mercado paralelo ilícito da apanha e que financiariam essas mesmas atividades”, concluiu a força policial no comunicado.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Igreja Católica

Tríptico europeu /premium

P. Gonçalo Portocarrero de Almada

A Europa do terceiro milénio, perdida a sua identidade cristã, que era a razão de ser da sua unidade e grandeza, é um continente à deriva.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)