Rádio Observador

CPLP

Capital de Cabo Verde acolhe XI reunião de ministros da Cultura da CPLP

A XI reunião de ministros da Cultura da CPLP realiza-se sexta-feira na capital de Cabo Verde, onde a Praia e a Cidade Velha, na ilha de Santiago, serão consagradas "Capitais da Cultura".

ANTÓNIO AMARAL/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

A XI reunião de ministros da Cultura da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) realiza-se sexta-feira na capital de Cabo Verde, onde a Praia e a Cidade Velha, na ilha de Santiago, serão consagradas “Capitais da Cultura”.

O encontro ocorre no país que atualmente assume a presidência rotativa da CPLP, com o lema “As Pessoas, a Cultura, os Oceanos”.

Esta reunião ministerial da CPLP será presidida pelo ministro cabo-verdiano da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, e contará com a presença dos ministros da Cultura dos nove Estados-membros e representantes de Angola, Cabo Verde, Brasil, Guiné-Bissau, Guiné-Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Durante este encontro, a cidade da Praia e a Cidade Velha serão consagradas “Capitais da Cultura da CPLP”, até o final do período de vigência da presidência rotativa de Cabo Verde, em 2020.

Esta consagração resulta da Declaração da Cultura adotada na Cimeira dos Chefes de Estados Membros da CPLP, em julho de 2018.

A declaração da consagração será feita por Abraão Vicente, contando com as presenças dos presidentes das Câmaras Municipais da Praia e da Ribeira Grande de Santiago.

Estarão igualmente presentes os ministros da Cultura dos Estados Membros da CPLP e outros participantes no evento.

O programa da cimeira conta ainda com um debate ministerial sobre o “Mercado comum de livre circulação de bens e serviços culturais da CPLP”.

Sobre as atividades a implementar durante a presidência cabo-verdiana da CPLP, irão ser debatidos nesta reunião temas como a Bienal de Artes e Indústrias Criativas da CPLP, a Feira do Livro Autores da CPLP, o Atlas do Património Histórico da CPLP/Rede de Museus da CPLP e o mapeamento dos eventos culturais dos Estados membros da organização.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Cooperação económica

De braço dado com Angola

José Manuel Silva

O momento político angolano é propício à criação de laços baseados na reciprocidade e na igualdade de tratamento, sem complexos de nenhuma espécie. A história foi o que foi, o presente está em curso.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)