Não vão faltar motivos de interesse na área reservada à Mitsubishi durante o próximo Salão de Xangai, que abre portas a 16 de Abril. O protótipo que vimos no Salão de Genebra no início de Março, o Engelberg Tourer Concept, vai evoluir para o e-Yi Concept, substancialmente mais próximo da produção em série. Trata-se de um PHEV que associa um motor a gasolina com outro eléctrico, que por sua vez é alimentado por uma bateria maior do que o habitual, que lhe garante uma autonomia mais elevada em modo eléctrico (EV).

Se todos os fabricantes estão a apontar para 50 km ou pouco mais, segundo o método WLTP, a Mitsubishi promete 70 km entre recargas. Com esta solução, passa a ser mais fácil utilizar um PHEV em modo EV durante as deslocações regulares em ambiente urbano e semi-urbano, para depois recorrer ao motor a gasolina (um 4 cilindros com 2,4 litros) para as deslocações mais longas, por exemplo durante as férias ou ao fim-de-semana.

A gama Eupheme deriva do Outlander, o PHEV mais vendido no mundo. E vai surgir em duas versões distintas, mas ambas fabricadas na China. O Eupheme PHEV herda praticamente todas as soluções do Outlander PHEV, para o Eupheme EV ser o eléctrico da família, recorrendo exclusivamente a motores eléctricos, um por eixo para assegurar tracção às quatro rodas e uma bateria com capacidade para garantir a necessária autonomia. Ambos os veículos iniciaram a comercialização na China em 2018.