O ciclista francês Julian Alaphilippe (Deceuninck-Quick Step), vencedor da segunda etapa da 59.ª edição da Volta ao País Basco em bicicleta, foi forçado a abandonar.

Alaphilippe, que caiu na etapa de quarta-feira, a terceira, quando era segundo na classificação geral, sofreu várias contusões na queda a cinco quilómetros da meta, e acabaria por perder a vice-liderança.

“Após avaliação dos médicos e face às lesões sofridas ontem [quarta-feira] e às condições meteorológicas na corrida, a equipa decidiu que é preferível parar e concentrar-se na recuperação”, anunciou a Deceuninck-Quick Step nas redes sociais.

O ciclista, que chegou a retomar a corrida após a queda que envolveu vários ciclistas, tem várias contusões no ombro e anca direitos.

A etapa de quarta-feira deixou também de fora o ciclista espanhol Jonathan Castroviejo, quatro vezes campeão espanhol de contrarrelógio, que na mesma queda fraturou a clavícula, segundo informou a equipa Sky.

O alemão Maximilian Schachmann (BORA-hansgrohe), que venceu a terceira etapa, lidera a Volta ao País Basco desde o triunfo no primeiro dia.

Esta quinta-feira, a quarta etapa liga Vitoria-Gasteiz a Arrigorriaga, ao longo de 163,6 quilómetros, com um traçado que inclui três contagens de montanha de terceira categoria e uma de primeira, na subida a Bikotz Gane, a cerca de 40 quilómetros da meta.