As chaves dos modelos equipados com sistema keyless, que permite destrancar as portas e colocar o motor em funcionamento sem retirar a chave do bolso ou da mala, estão a tornar-se uma (grande) dor de cabeça. É certo que são práticas, mas a facilidade com que podem ser pirateadas, tem levado a um incremento exponencial de roubos de veículos.

Basta uma equipa de dois assaltantes, equipados com um equipamento barato que facilmente se pode adquirir através da Internet – essencialmente um intensificador de sinal –, para que qualquer carro com sistema keyless corra o risco de ser roubado. O princípio de funcionamento não podia ser mais simples, uma vez que a chave está sempre a emitir um sinal na esperança de ser recebido pelo veículo, ordenando-lhe que destranque as portas assim que se accione o fecho, para de seguida autorizar que o motor entre em funcionamento depois de alguém pressionar o botão start.

Não há nada de errado no sistema keyless, que efectivamente desempenha o serviço para o qual foi concebido. O problema surgiu quando os malfeitores decidiram explorar as fraquezas desta tecnologia. Basta que um dos ladrões passe com um detector de sinal rádio, junto das portas e janelas de vivendas ou apartamentos, na esperança de encontrar uma chave suficientemente próxima cujo sinal possa ser ampliado, a ponto de o colega conseguir abrir o carro da vítima, estacionado nas proximidades. Aberto o automóvel, os ladrões apenas têm de entrar, pôr o motor a funcionar e afastar-se sem se preocuparem com alarmes.

Já aqui chamámos a atenção para este problema, explicando que é relativamente fácil (e barato) proteger-se para evitar este tipo de roubo. Agora vem a Ford informar que os seus Fiesta e Focus passam a estar equipados com um sistema que impede a detecção pelos amplificadores de sinal. As chaves destes veículos estão equipadas com um sensor de movimento, que coloca a chave em suspensão assim que fica imóvel durante 40 ou mais segundos. Uma vez neste sleeping mode, deixam de emitir sinal. Logo, não podem ser pirateadas.

E nem sequer é necessário adquirir um carro novo para usufruir desta vantagem, bastando possuir a versão mais recente de qualquer um destes veículos da Ford. Isto e comprar num stand da marca uma chave nova para o seu veículo, que a Ford comercializa por 75€ para o Fiesta e 83€ para o Focus. Uma solução prática que será bem recebida pelos condutores e agentes de autoridades, que se queixam de mais de 85 mil veículos com sistema keyless terem sido roubados em 2017, só em Inglaterra e Gales, número que deste então não tem parado de aumentar.