Mal-entendido entre Portugal e Angola "é passado"

"Agora estamos a olhar para a frente", referiu Francisco Queirós. Segundo o ministro da Justiça de Angola, o bom senso e a lei prevaleceram no caso "Operação Fizz".

Por Agência Lusa