Meteorologia

Páscoa com aguaceiros e subida da temperatura no Continente

O IPMA avisou que no fim-de-semana de Páscoa a previsão é incerta devido à posição da depressão mas que há chuva, com subida da temperatura até sábado e ligeira descida nos dias seguintes.

Na quinta e na sexta-feira, a precipitação será "mais frequente e intensa", podendo ser acompanhada de trovoada e de queda de granizo ou neve nos pontos mais altos da Serra da Estrela

JOSÉ COELHO/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O fim de semana de Páscoa vai ser de aguaceiros no Continente, com uma subida gradual da temperatura até sábado e ligeira descida nos dias seguintes, informou esta quarta-feira o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Num comunicado com a previsão para a Páscoa, o IPMA avisou que entre quinta e segunda-feira “o estado do tempo será influenciado por uma região depressionária, inicialmente sobre Portugal continental e com deslocamento gradual para sueste, posicionando-se sobre o arquipélago das Baleares, dando origem à ocorrência de aguaceiros”.

Na quinta e na sexta-feira, a precipitação será “mais frequente e intensa”, podendo ser acompanhada de trovoada e de queda de granizo ou neve nos pontos mais altos da Serra da Estrela.

O vento soprará do quadrante sul e irá rodar gradualmente para o quadrante norte, soprando mais intenso nas terras altas, acrescentou o IPMA.

No sábado e no domingo, “a incerteza da previsão aumenta devido à posição da depressão, embora a tendência indique que se estabeleça gradualmente uma corrente de nordeste e a probabilidade de ocorrência de precipitação diminua nestes dias”.

O vento será do quadrante norte, por vezes forte de nordeste nas terras altas.

Quanto à temperatura, prevê-se uma subida gradual, em especial da máxima, até sábado, com uma ligeira descida nos dias seguintes.

A temperatura máxima, no sábado e no domingo, irá variar entre 23 e 27°C nas regiões Norte e interior Centro e entre 20 e 23°C nas restantes regiões.

A temperatura mínima, na quinta e na sexta-feira, irá variar entre os 9 e os 12°C no litoral e entre os 5 e os 10°C no interior, onde irá aumentar nos dias seguintes podendo atingir os 10/11°C.

No Arquipélago dos Açores, o estado do tempo deverá ser relativamente estável, com períodos de céu muito nublado e o vento a soprar bonançoso a moderado de sul/sudoeste. Deverá ocorrer temporariamente alguma precipitação fraca, em especial nos Grupos Ocidental e Central.

No sábado e domingo, o céu irá apresentar-se com abertas nos Açores, e o vento sul bonançoso a moderado a rodar para o quadrante leste.

A temperatura mínima para quinta-feira deverá variar entre os 11 e os 12ºC e a máxima entre os 16 e os 19ºC.

Na sexta-feira e no sábado, haverá uma ligeira subida da temperatura, com a mínima a variar entre os 14 e os 16ºC e a máxima entre os 18 e os 20ºC.

No Arquipélago da Madeira, entre quinta e segunda-feira, o estado do tempo irá ser influenciado por um anticiclone ou cristas anticiclónicas que se vão posicionando a oeste ou a norte do arquipélago.

De um modo geral, predominarão os períodos de céu muito nublado, com ocorrência de precipitação, em geral fraca, nas vertentes norte e terras altas da ilha da Madeira sendo que no domingo de Páscoa a probabilidade de ocorrência de precipitação é inferior a 35%, prevê o IPMA.

O vento será de norte/nordeste fraco a moderado, soprando forte nas terras altas em especial a partir do sábado.

A temperatura mínima deverá variar entre os 11 e os 16ºC e a máxima entre os 17 e os 23ºC, com exceção das terras altas, onde a temperatura será mais baixa, com a mínima entre os 3 e os 7ºC e a máxima entre os 10 e os 15ºC.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)