O Boavista ocupa o 12.º lugar e o seu treinador alertou esta quinta-feira que o jogo em Tondela, na sexta-feira, para a 30.ª ronda da I Liga portuguesa de futebol, é outra final, porque “nada está definido”.

Lito Vidigal não deu ainda como garantida a permanência da equipa no principal escalão do futebol nacional e manteve-se fiel à sua ideia de que restam “cinco jogos importantíssimos pela frente”, que a seu ver são como “finais”.

Na antevisão do embate com o Tondela, que está quatro pontos abaixo dos axadrezados, no 16.º posto, e a lutar pela manutenção, o treinador pediu à equipa que dê “continuidade” ao trabalho e considerou que os jogadores têm tido “uma atitude fantástica e têm sido responsáveis, competitivos e sérios”. “Temos tido essa responsabilidade e, por isso, aos poucos, vamos somando os pontos de que precisamos para ficar na I Liga. As coisas não estão conseguidas ainda e temos de continuar a trabalhar com a mesma seriedade ou mais ainda, porque estamos no final da época e queremos definir as coisas o mais depressa possível”, salientou.

Pragmático, Lito Vidigal sublinhou que, “enquanto matematicamente as coisas não estiverem definidas, é preciso somar pontos”. “Quanto mais depressa fizermos 35 pontos melhor. As contas que temos feito é competir, para fazer três pontos no jogo seguinte”, acrescentou.

O técnico boavisteiro considerou que o clube portuense tem tido “jogos sempre difíceis, intensos e com uma carga emocional muito grande e este, com o Tondela, é mais um deles”. “Vai ser duro e muito competitivo, mas queremos dar continuidade ao que temos feito ao longo de um caminho que se tem mostrado difícil. Para isso, contamos com os nossos adeptos, que têm sido extraordinários”, reforçou.

Lito Vidigal aproveitou mais esta oportunidade para vincar a mensagem que de “os adeptos têm sido uma grande mais-valia” para a equipa, “contribuindo para a tornar mais forte dentro de campo”.

“Ainda há um caminho para fazer. Nada está definido”, advertiu, insistindo que “o que não pode faltar é uma atitude competitiva muito forte, solidariedade, organização, inteligência, saber gerir bem os momentos e, acima de tudo, jogar como uma verdadeira equipa”, porque desse modo, completou, a vitória estará mais perto.

O Tondela, 15.º classificado, com 28 pontos, recebe na sexta-feira o Boavista, 12.º, com 32, num jogo da 30.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol marcado para as 15h30, no Estádio João Cardoso, em Tondela.