Rádio Observador

Açores

Embarcação de pesca ardeu nos Açores. Os tripulantes foram salvos

212

Uma embarcação de pesca afundou-se esta sexta-feira a cerca de quatro milhas da costa norte da ilha Terceira, nos Açores, na sequência de um incêndio, mas os dois tripulantes foram salvos.

LUSA

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

Uma embarcação de pesca afundou-se esta sexta-feira a cerca de quatro milhas da costa norte da ilha Terceira, nos Açores, na sequência de um incêndio, mas os dois tripulantes foram salvos, disse à agência Lusa fonte da autoridade marítima.

O capitão do porto da Praia da Vitória, na Terceira, Paulo Caneco, adiantou que, “cerca das 18.05 locais (mais uma hora em Lisboa), o Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo (MRCC) recebeu a chamada informando que a embarcação de pesca ‘Amigos do Atlântico’ tinha um incêndio a bordo e os seus dois tripulantes tinham sido salvos por uma outra embarcação que estava nas proximidades.

A embarcação estava “à pesca à linha e os dois únicos tripulantes do barco foram resgatados sem ferimentos”, acrescentou o capitão do Porto da Praia da Vitória, indicando que se tratava de um barco de pesca costeira com cerca de 12 metros de cumprimento, registada em Angra do Heroísmo, na Terceira.

De acordo com Paulo Caneco, “após a autoridade marítima ter contactado com os dois tripulantes, estes reportaram que o incêndio teve origem num problema elétrico, mas não tiveram possibilidade de extinguir o fogo”.

“A embarcação acabaria por se afundar cerca das 19:45” locais (mais uma hora em Lisboa), segundo referiu o capitão do Porto da Praia da Vitória, acrescentando que “o barco libertou bastante fumo, o que se deveu ao facto de ter a bordo 1.500 litros de gasóleo”.

A autoridade marítima emitiu, na altura, “um aviso à navegação, mas a embarcação ardeu completamente e já não constitui perigo”, explicou ainda à Lusa.

Os dois tripulantes “já desembarcarem na Praia da Vitória no barco que os socorreu” e vão ser inquiridos pela Polícia Marítima para se “apurar as circunstâncias exatas do acidente”, indicou.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Açores

Lajes: entre os Pombos e a Águia

José Pinto

Se as instalações da aerogare das Lajes reclamam há muito por obras de manutenção, os pombos decidiram dar uma asinha – um eufemismo por motivos higiénicos – na degradação ambiental.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)