Futebol

Bruno Lage reconhece pressão do Benfica e desvaloriza ausências do Marítimo

Bruno Lage admitiu que está pressionado para vencer o Marítimo e recuperar a liderança da Liga, mas relembrou que sente essa pressão desde que assumiu a liderança do Benfica.

O Benfica é o segundo classificado da I Liga, com 72 pontos, menos três do que o campeão FC Porto

SASCHA STEINBACH/EPA

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

O treinador Bruno Lage admitiu este domingo que está pressionado para vencer o Marítimo e recuperar a liderança da I Liga portuguesa de futebol, mas relembrou que sente essa pressão desde que assumiu a liderança do Benfica.

A pressão existe sempre nas grandes equipas. Sentimos essa pressão, mas desde o início. São cinco finais e a pressão é chegar ao jogo, fazer boas exibições, proporcionar bons espetáculos e, nesta fase de autênticas finais, errar o menos possível e conquistar os três pontos, para acabar na primeira posição”, disse Lage.

Sobre o adversário no jogo de encerramento da 30.ª jornada do campeonato, Bruno Lage disse tratar-se de uma “equipa muito competente, que está à procura de pontos pela manutenção, organizada e aguerrida, à imagem do seu treinador”, mas reafirmou que o objetivo é “conquistar mais três pontos e seguir em frente”.

Em relação à polémica que envolveu o treinador dos insulares, ao admitir que houve jogadores que ‘forçaram’ o quinto cartão amarelo para falharem o jogo no Estádio da Luz e, dessa forma, estarem disponíveis para o que resta do campeonato, Lage lembrou que esses jogadores também não defrontaram o principal rival das ‘águias’, o FC Porto.

“Esses jogadores jogaram contra o FC Porto? Tive o cuidado de ver e não jogaram. O Petit disse isso quando falou dessa questão. Esses jogadores também não estiveram nesse ‘onze’. Acredito que o Marítimo vai jogar determinado para alcançar o seu objetivo, que é a manutenção”, frisou o técnico.

Depois da eliminação nos quartos de final Liga Europa, na sequência da derrota por 2-0 no estádio dos alemães do Eintracht Frankfurt, Bruno Lage garantiu que, tal como ele, os jogadores não olham para o que perderam, mas para o que podem ganhar.

Acredito que os jogadores também têm essa mentalidade. Após um jogo menos conseguido a equipa soube sempre dar uma boa resposta e é isso que pretendemos para amanhã.”

Confirmada a ausência de Rafa na partida frente aos insulares, devido a suspensão, o treinador do Benfica admitiu que ainda está a ponderar que alternativa irá escolher para suprir a ausência do extremo, mas deixou claro que não haverá poupanças a pensar no jogo de Braga, a próxima deslocação das ‘águias’ no campeonato, no próximo domingo.

“Não pode haver gestão nenhuma nesse sentido. O que acharmos que é o melhor ‘onze’ vai estar lá dentro, independentemente da questão dos amarelos e dos jogadores que possam falhar esse jogo. Quando fazemos essas contas, saem sempre furadas”, advertiu.

O Benfica, segundo classificado da I Liga, com 72 pontos, menos três do que o campeão FC Porto — que tem mais um jogo disputado -, recebe o Marítimo, 12.º colocado, com 33, na segunda feira, às 20:15, no Estádio da Luz, no jogo que encerra a 30.ª jornada.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)