Séries

Guerra dos Tronos. Primeiro episódio da última temporada foi visto ilegalmente 55 milhões de vezes

Uma análise da empresa de segurança informática Kaspersky Lab mostra que a série Guerra dos Tronos foi, em 2018, responsável por 17% de todo o conteúdo pirata infetado em todo o mundo.

A última temporada da Guerra dos Tronos estreou na semana passada

O primeiro episódio da última temporada da série “Guerra dos Tronos” foi visto ilegalmente 55 milhões de vezes nas primeiras 24 horas após a sua disponibilização online a 14 de abril, de acordo com uma análise feita pela empresa de segurança informática Kaspersky Lab.

Num comunicado enviado aos meios de comunicação social, a empresa explica que 12,2% destas visualizações ilegais foram feitas através de downloads e 11,3% através de torrents.

“Os filmes ilegais e os downloads de séries são frequentemente utilizados como disseminadores de malware. Neste caso, os fãs de Game of Thrones [Guerra dos Tronos] correm um risco maior: em 2018, a série foi responsável por 17% de todo o conteúdo pirata infetado em todo o mundo, atacando 20.934 utilizadores“, acrescenta o comunicado da empresa.

Um investigador de segurança da Kaspersky Lab, Anton V. Ivanov, explica que a análise da empresa “demonstra claramente que os distribuidores de malware exploram programas de TV com uma grande procura em sites pirateados: em geral, são dramas ou séries de ação promovidas ativamente”.

Os primeiros e últimos episódios, que atraem o maior número de espetadores, provavelmente estarão em maior risco de falsificação maliciosa. Os hackers tendem a explorar a lealdade e a impaciência das pessoas e podem prometer conteúdos novos para download que, na verdade, são uma ameaça cibernética”, advertiu o investigador, citado no comunicado da Kaspersky.

“Como a última temporada de Game of Thrones já começou, gostaríamos de alertar os utilizadores de que é altamente provável que haja um aumento na quantidade de malware disfarçado de novos episódios deste programa”, acrescentou Ivanov.

Para evitar ser alvo de ataques cibernéticos através de downloads de episódios de séries, é recomendado usar apenas “serviços legítimos de reputação comprovada para produzir e distribuir conteúdo televisivo”, recomenda a Kaspersky, acrescentando que é necessário evitar ficheiros com a extensão .exe, preferindo ficheiros com extensões .avi, .mkv ou .mp4.

A oitava e última temporada da Guerra dos Tronos estreou na semana passada, com o segundo episódio a ir para o ar em Portugal nesta segunda-feira.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: jfgomes@observador.pt
Livros

O dr. António Sousa Homem & família /premium

Maria João Avillez

Nessa noite, ao apagar a luz, com um cansaço jubiloso, feito de uma curiosidade que galopava à minha frente, surpresa sem nome e raríssimo deleite, olhei distraidamente para o relógio: era madrugada.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)