Rádio Observador

GNR

Seis mortos registados pela GNR desde o início da Operação Páscoa

Durante a operação Páscoa a GNR registou 764 acidentes dos quais resultaram 27 feridos graves e seis vítimas mortais e já foram detidos mais de 120 condutores.

A Operação Páscoa termina às 24:00 desta segunda-feira

LUSA

Autor
  • Agência Lusa

Seis pessoas morreram nos mais de 760 acidentes rodoviários registados pela GNR na Operação Páscoa, que termina no final do dia e durante a qual já foram detidos mais de 120 condutores por excesso de álcool do sangue.

Segundo os dados revelados hoje pela GNR, foram registados desde o início da Operação Páscoa 764 acidentes rodoviários, dos quais resultaram 27 feridos graves e seis vítimas mortais.

Até ao final do dia de domingo foram fiscalizados 17 mil condutores, dos quais 303 conduziam com excesso de álcool e, destes, 123 foram detidos por conduzirem com uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 1,2g/l.

Foram ainda detidas 40 pessoas por conduzirem sem habilitação legal.

De acordo com os dados da GNR, desde o início da Operação Páscoa (meia-noite de quinta-feira) foram registadas 4.908 contraordenações, das quais 2.462 por excesso de velocidade, 228 por falta de inspeção periódica obrigatória, 187 por anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização, 144 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou cadeirinhas para crianças e 142 por uso do telemóvel durante a condução.

A GNR detetou ainda 85 contraordenações por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório.

A Operação Páscoa termina às 24:00 desta segunda-feira e a GNR avisa que continuará a ter “especial preocupação com os comportamentos de risco dos condutores, sobretudo os que ponham em causa a sua segurança e a de terceiros”.

Os militares da GNR estão particularmente atentos a manobras perigosas, à correta sinalização e execução de manobras de ultrapassagem, mudança de direção e cedência de passagem, à utilização indevida do telemóvel, à condução sob a influência do álcool e substâncias psicotrópicas, ao excesso de velocidade, à incorreta ou não utilização do cinto de segurança e/ou de cadeirinhas para crianças e às condições de segurança dos veículos.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)