Futebol

Maxim Gullit, filho de Ruud e sobrinho-neto de Cruyff, estreou-se como jogador profissional aos 17 anos

Tem 17 anos, é filho de Ruud Gullit e sobrinho-neto de Cruyff. Esta semana, estreou-se enquanto profissional pela equipa B do AZ. Maxim, o central com a herança mais pesada do futebol holandês.

O jogador de 17 anos é defesa central e prefere o pé esquerdo ao direito

Não tem as rastas, prefere o pé esquerdo ao pé direito e nem sequer é médio ou avançado. Mas tem o apelido, o ar de estrela de cinema e o ADN de Futebol Total holandês a correr-lhe nas veias. Maxim Gullit, um dos seis filhos de Ruud Gullit — o holandês que ganhou fama pelo longo cabelo mas também pelas maravilhas que fazia dentro de campo e que ajudaram a Holanda a ser campeã da Europa em 1988 e o AC Milan a sagrar-se bicampeão europeu –, estreou-se esta segunda-feira como jogador profissional.

View this post on Instagram

Debut day

A post shared by Maxim Gullit (@maximjr_) on

Com apenas 17 anos, Maxim entrou nos 20 minutos finais da visita da equipa B do AZ Alkmaar ao Twente, em jogo a contar para a Segunda Liga holandesa. O jovem central, que pertence ainda aos quadros dos sub-19 do AZ, foi chamado pelo treinador Michel Vonk e cumpriu os primeiros minutos enquanto jogador profissional. Ao contrário do pai, que se estreou ao serviço do Haarlem e depois jogou pelo Feyenoord e pelo PSV no país de origem, Maxim Gullit realizou toda a formação no clube de Alkmaar e o mais provável é que suba à equipa principal — que está atualmente no quarto lugar da Liga holandesa — nas próximas temporadas.

O dia especial de Maxim foi assinalado pelo pai, Ruud, que partilhou uma fotografia da própria estreia no Instagram e se declarou “orgulhoso”. “40 anos (!) depois de eu cumprir os meus primeiros minutos com o Haarlem, o meu filho Maxim está a seguir as minhas pisadas. Não consigo dizer-te o quão especial isto é e o quão orgulhoso estou. E estava muito mais nervoso esta tarde [segunda-feira]! Uma Páscoa que nunca irei esquecer”, escreveu o antigo Bola de Ouro, agora com 56 anos.

A herança de peso de Maxim, porém, não se restringe ao apelido Gullit. A mãe do central do AZ, que foi casada com Ruud de 2000 a 2012, é Estelle Cruyff, filha de um dos irmãos de Johan Cruyff e sobrinha do histórico jogador do Ajax e do Barcelona. Se Maxim carrega nas costas o peso da geração de 80 que foi campeã da Europa e tinha nomes como Van Basten, Rijkaard e Wouters, o jogador de apenas 17 anos leva na árvore genealógica a memória de ser sobrinho-neto do nome maior do Futebol Total holandês e do Ajax tricampeão europeu. Numa altura em que a Holanda parece renascer das cinzas e surge munida de uma nova vaga de jogadores que está a impressionar a Europa, Maxim aparece enquanto o cruzamento da herança deixada por Gullit e por Cruyff.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mfernandes@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)