Desporto

Nem o corte de cabelo chegou. Ronnie O’Sullivan eliminado por amador na ronda inicial do Mundial de snooker

432

Ronnie O'Sullivan, n.º 1 do ranking e cinco vezes campeão do mundo de snooker, perdeu com o amador James Cahill na ronda inicial do Mundial. "A maior surpresa de sempre em Mundiais", diz o Eurosport.

O inglês de 43 anos estava à procura do sexto Campeonato do Mundo da carreira

James Cahill já estava a fazer história simplesmente por estar entre os grandes no mítico Crucible Theater, em Sheffield. O inglês de 23 anos tornou-se o primeiro jogador de snooker amador a qualificar-se para o Campeonato do Mundo da modalidade, que arrancou no passado sábado. O sorteio ditou que na estreia, logo na ronda inicial, Cahill iria enfrentar Ronnie O’Sullivan, campeão do mundo em cinco ocasiões e atual número 1 do ranking. E o jovem inglês decidiu prosseguir a escrever mais uma página na história do snooker: eliminou O’Sullivan, tido como o melhor jogador de snooker de todos os tempos, logo na primeira ronda.

A “maior surpresa de sempre em Campeonatos do Mundo”, como está a ser chamada, começou ainda esta segunda-feira, quando James Cahill chegou ao final da primeira parte da eliminatória a vencer por 5-4. Já durante a manhã desta terça-feira, Ronnie O’Sullivan surpreendeu ao aparecer com o cabelo rapado — no dia anterior, tinha o cabelo mais comprido — mas nem a mudança de visual ajudou a dar a volta ao resultado. Nos instantes finais da partida, perante um abatido O’Sullivan, Cahill sentenciou o resultado em 10-8 e eliminou o veterano, que procurava o sexto título mundial da carreira.

O inglês de 43 anos, que se considera “o melhor de sempre”, atribuiu as culpas à insónia e ao cansaço mas congratulou o adversário. “Os meus braços estão muito pesados, estou desidratado, não tenho energia, estou a lutar para me manter acordado. Sinto-me absolutamente horrendo. Para estar aqui é preciso sentirmo-nos bem. Mentalmente, estava pronto, tive uma boa temporada e tentei aguentar-me ali. Mas ele chegou aqui a jogar de uma forma brilhante. É justo”, reconheceu Ronnie O’Sullivan ao Eurosport.

Já James Cahill, que na segunda ronda vai encontrar o escocês Stephen Maguire, recusou a ideia de que a vitória é uma surpresa. “Sempre acreditei em mim e sempre acreditei que podia vencer qualquer um. E mostrei isso hoje [terça-feira]”, atirou o jogador inglês. A admirável confiança a roçar a arrogância, porém, não é uma novidade. Antes da partida mas já depois do sorteio, Cahill garantiu que era capaz de eliminar Ronnie O’Sullivan durante uma entrevista ao Eurosport e pediu para não o deixarem fora da corrida. “Não me importo de jogar contra ele. Não me importo de jogar contra ninguém. Eu sei que é o sorteio mais difícil. Já joguei contra ele três vezes e joguei sempre bem. Já provei que posso vencer bons jogadores”, disse o inglês.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mfernandes@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)