Marcelo Rebelo de Sousa

Marcelo diz que chuva dos últimos dias é “boa notícia”, mas “não chega”

O chefe de Estado referiu que a seca em Portugal é um assunto preocupante e defende que a agricultara em Portugal está viva, alertando para a importância de uma relação do ambiente com esta prática.

Marcelo visitou a feira agropecuária Ovibeja esta quarta-feira

NUNO VEIGA/LUSA

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, manifestou-se esta quarta-feira preocupado com a seca em Portugal, frisando que a chuva que tem caído nos últimos dias é uma “boa notícia”, mas “não chega” para resolver o problema.

“Em relação à seca, claro que nos preocupa a todos, é boa notícia o que tem acontecido nos últimos dias, mas não chega”, disse Marcelo Rebelo de Sousa aos jornalistas, em Beja, durante uma visita à feira agropecuária Ovibeja, acompanhado pelo ministro da Agricultura.

O Chefe de Estado frisou que o problema da seca “é tão preocupante” que o tema da Ovibeja deste ano é o efeito das alterações climáticas na agricultura, “o que quer dizer que todos estamos preocupados”, nomeadamente agricultores e responsáveis políticos.

Marcelo Rebelo de Sousa considerou que tem havido uma “mudança, em muitos aspetos radical e muito positiva”, na agricultura e “no sentido de atrair mais gente nova, novas atividades, de aumentar as exportações, de melhorar do ponto de vista tecnológico e de formação das pessoas”. “Portanto, quem há 20, 30 anos, dizia [que] a agricultura estava morta em Portugal, enganou-se”, afirmou.

Questionado pelos jornalistas sobre críticas e alertas de ambientalistas em relação aos efeitos ambientais das culturas intensivas, como o olival, Marcelo Rebelo de Sousa disse que “tudo deve ser debatido abertamente” e “é muito importante” haver “um entrelaçamento constante entre o ambiente e a agricultura”. “Não há agricultura que não tenha a ver com ambiente, não há preocupações ambientais que possam passar nomeadamente à margem da agricultura e do mundo da agricultura”, defendeu.

O Chefe de Estado disse que “tem havido esse diálogo, claro, e tem de haver” e questionou “como é que era possível tratar temas ambientais, pelos menos aqueles que não têm a ver com a vida urbana, sem estar em diálogo com a agricultura?”. “Como é que é possível tratar da agricultura e os agricultores não viverem todos os dias senão a realidade do ambiente?”, acrescentou.

Marcelo Rebelo de Sousa considerou que a Ovibeja “está num ótimo caminho, 36 edições sempre a subir” e é um certame com “projeção nacional e internacional” e, por isso, “muito importante” para Beja, que, “como uma realidade tão importante” para a economia e a sociedade portuguesas, “não pode ficar distante, afastada”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)