A Occidental Petroleum anunciou esta quarta-feira uma oferta superior à da Chevron para adquirir a petrolífera Anadarko, que está a liderar um dos maiores investimentos de gás natural em Moçambique, anunciou a empresa.

A oferta proposta à administração da Anadarko é de 76 dólares (68 euros) por ação, “o que representa um acréscimo de 20%” sobre a proposta feita pela petrolífera Chevron”, escreve a Occidental (que também assume a designação Oxy) em comunicado.

A Chevron, uma das maiores petrolíferas do mundo, anunciou no dia 12 de abril ter chegado a acordo para comprar a Anadarko por cerca de 33 mil milhões de dólares (30 mil milhões de euros).

Segundo as contas da agência financeira Bloomberg, a proposta da Oxy ascende a 38 mil milhões de dólares (34 mil milhões de euros).

No entanto, a Bloomberg nota que a Occidental tem uma estrutura financeira mais reduzida que a Chevron, pelo que “não é imediatamente óbvio como financiaria a gigantesca unidade de gás natural liquefeito da Anadarko que está a ser desenvolvida em Moçambique”.

A empresa pensa de outra maneira ao fazer a proposta. “A Occidental acredita que a sua proposta é superior financeira e estrategicamente para os acionistas da Anadarko, criando um líder global em energia com escala e diversificação geográfica para impulsionar o crescimento e entregar valor atraente e retorno aos acionistas de ambas as empresas”, anunciou.