Huawei "agradada". Londres permitirá redes 5G

, por Agência Lusa