O músico Mark Knopfler anunciou que a digressão mundial que iniciou na quinta-feira em Barcelona será a última da sua carreira. O frontman dos Dire Straits garantiu que não irá voltar “à estrada”, a solo ou com banda.

O espetáculo começou com “Why aye man” e, assim que a primeira música terminou, o escocês dirigiu-se ao público para garantir que estava muito feliz em voltar a Barcelona, mas acrescentou que o “olá Barcelona” é também um adeus.

“Estou velho”, sublinhou três vezes durante o concerto o músico que no próximo verão fará 70 anos.

Um conjunto de dez músicos acompanhou Knopfler no Palau Sant Jordi, o que irá repetir-se ao longo da digressão mundial que começou na quinta-feira em Barcelona e que seguirá para outras cinco cidades espanholas.

A passagem por Portugal está marcada para dia 30 de abril, no Altice Arena. A digressão vai continuar a percorrer a Europa até julho, antes de rumar aos Estados Unidos no mês de agosto.

A tour tem como objetivo apresentar o último álbum do guitarrista, “Down the Road Wherever”, mas o escocês também incluiu no repertório canções de outros de seus álbuns a solo e alguns de seus maiores sucessos com os Dire Straits.