Rádio Observador

MotoGP

Miguel Oliveira sai da última linha da grelha do GP de Espanha

Miguel Oliveira vai partir do 22.º lugar da grelha para o Grande Prémio de Espanha de MotoGP. A quarta prova do campeonato acontece este domingo em Jerez de la Frontera.

FAZRY ISMAIL/EPA

Autor
  • Agência Lusa

Miguel Oliveira (KTM) vai partir do 22.º lugar da grelha para o Grande Prémio de Espanha de MotoGP, quarta prova do campeonato, que se disputa em Jerez de la Frontera, no domingo.

O piloto português não passou da primeira qualificação (Q1), com a melhor volta em 1.38,894 minutos, mais de um segundo e meio melhor do que o tempo registado nos treinos livres de sexta-feira.

No entanto, o novo asfalto do circuito Angel Nieto está a permitir maior rapidez aos pilotos, com o francês Fabio Quartararo (Yamaha) a conseguir a primeira ‘pole position’ da sua carreira em MotoGP, com o tempo de 1.36,880 minutos, que é um novo recorde do circuito andaluz.

Quartararo bateu o anterior recorde, na posse do britânico Cal Crutchlow (Honda) desde 2018, por 773 milésimos de segundo, numa sessão dominada pelas Yamaha privadas da Petronas SRT. O italiano Franco Morbidelli foi o segundo classificado, a 82 centésimos do colega de equipa.

Os 16 primeiros classificados da sessão de qualificação deste ano realizaram tempos abaixo do anterior recorde do circuito.

Oliveira terminou a 1,730 segundos do mais rápido, partilhando a última linha da grelha com o seu colega de equipa, o malaio Hafizh Syahrin (KTM) e com o italiano Andrea Iannone (Aprilia), que não participou na qualificação depois de ter sofrido uma queda na quarta sessão de treinos livres.

Iannone foi submetido a uma radiografia ainda no circuito, que não acusou qualquer fratura, mas, por precaução, foi transportado ao hospital de Jerez de la Frontera para realizar exames adicionais. A sua presença na corrida está dúvida.

O espanhol Marc Márquez (Honda), campeão em título, vai partir da terceira posição, atrás de Morbidelli, mas imediatamente à frente do líder do Mundial, o italiano Andrea Dovizioso (Ducati), que foi o quarto mais rápido.

A sessão ficou ainda marcada pelo atraso das Yamaha oficiais. Tanto o italiano Valentino Rossi como o espanhol Maverick Viñales foram relegados para a primeira qualificação (Q1), mas só o espanhol conseguiu passar à Q2. Rossi partirá, por isso, do 13.º lugar, igualando o pior resultado em qualificação neste circuito, que datava de 2013.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)