A FIFA vai introduzir os galardões para distinguir a melhor guarda-redes e a equipa feminina do ano, para promover a paridade de género na atribuição dos seus prémios, anunciou esta segunda-feira o organismo.

A decisão comunicada esta segunda-feira garante que homens e mulheres terão os mesmos prémios para distinguir os melhores jogadores do ano para a FIFA, na cerimónia a realizar na cidade italiana de Milão, em 23 de setembro.

“A FIFA está certa de que a França sediará este ano uma edição inovadora do Mundial feminina da FIFA, pelo que não posso pensar num momento melhor do que este para apresentar estes novos prémios. É mais um passo na direção certa”, defendeu o secretário-geral adjunto, Zvonimir Boban.

As novas categorias juntam-se às já existentes destinadas a premiar os melhores jogadores e treinadores, masculinos e femininos.