A Unidade de Controlo Costeiro da GNR apreendeu esta segunda-feira em Ponte de Lima, distrito de Viana do Castelo, mais de 2,6 toneladas de bivalves, no valor estimado de 22.400 euros, informou aquela força de segurança.

Em comunicado, a GNR esclarece que a apreensão ocorreu depois de terem sido detetadas duas viaturas que transportavam bivalves de forma ilícita. “Uma das viaturas transportava cerca de 1.200 quilos de amêijoa japonesa (Ruditapes Philippinarum), sem o tamanho mínimo legal (quatro centímetros) para ser capturada e comercializada”.

A segunda viatura detetada transportava 670 quilos de pé-de-burro (Venus Verrucosa), cuja captura está interdita devido à possibilidade de existência de toxinas. Esta viatura transportava ainda mais 780 quilos de amêijoa japonesa.

Segundo a GNR, foram identificados dois homens, com cerca 40 anos, tendo sido elaborados os respetivos autos de notícia por contraordenação.

No primeiro caso, a contraordenação fica a dever-se “ao transporte de espécies bivalves em estado imaturo, sendo esta infração punível com coima de 37.500 euros e, no segundo, por falta de rastreabilidade dos bivalves, cuja coima máxima é de 3.740 euros”.

Por se encontrarem ainda vivos, os bivalves serão devolvidos ao seu habitat natural.