Três bombeiros de Paris foram detidos pela polícia francesa e estão a ser investigados por alegadamente terem violado três mulheres no quartel onde trabalham, noticiou este fim de semana o jornal Le Parisien.

As violações terão ocorrido por volta das 4h da manhã na noite de sexta-feira para sábado, numa altura em que os três bombeiros não se encontravam de serviço. Embriagados, os três bombeiros terão levado para o quartel e violado três mulheres norueguesas — uma das quais apresentou depois queixa na polícia.

Na sequência da queixa, a procuradoria de Paris ordenou a abertura de uma investigação ao caso. Os três bombeiros — que em Paris, ao contrário da maioria dos bombeiros franceses, são profissionais e militarizados — foram detidos.

Ao Le Parisien, o porta-voz dos bombeiros de Paris disse que aqueles três operacionais deverão ser suspensos “para facilitar a investigação” que já estão em curso. Os três bombeiros também deverão ser alvo de procedimentos disciplinares internos, em função do resultado da investigação policial.

“Estes atos não podem ser tolerados. São contrários aos valores defendidos pelos bombeiros de Paris, que devem ser exemplares, o que é o caso evidentemente e felizmente da vasta maioria entre eles. Se as suspeitas de violação foram provadas, vamos mostrar a maior firmeza”, disse o porta-voz.