Centenas de atividades vão assinalar no país, com entradas gratuitas, o Dia Internacional dos Museus e a Noite Europeia dos Museus, a 18 e 19 de maio. Além das atividades, os museus, palácios e monumentos tutelados pela Direção-Geral do Património Cultural (DGCP) terão entrada gratuita no próximo sábado, 17 de maio. Alguns também terão entrada livre no domingo, 19 de maio, a partir das 18h.

No sábado, o público poderá visitar sem pagar edifícios como o Mosteiro da Batalha, o Mosteiro dos Jerónimos, o Convento de Cristo, o Mosteiro de Alcobaça, o Museu Nacional Machado de Castro, o Museu Nacional da Música, o Museu Nacional de Arte Antiga, o Museu Nacional do Azulejo, o Museu Nacional de Arqueologia, o Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado, o Palácio Nacional de Mafra, Torre de Belém, o Palácio Nacional da Ajuda e o Panteão Nacional, entre outros.

Estes edifícios estarão abertos ao público no sábado, 18 de maio, “no horário normal de funcionamento”, exceto nos seguintes casos, adianta a DGCP: “no Museu Nacional de Arqueologia a gratuitidade será das 10h às 23h e no Palácio Nacional de Mafra das 9h30 às 17h30 (última entrada às 16h45) e das 20h00 às 23h00”.

Já no domingo, 19 de maio, os edifícios tutelados pela Direção-Geral do Património Cultural poderão ser visitados gratuitamente “a partir das 18h, exceto no Museu Nacional dos Coches em que a gratuitidade será das 10h à meia-noite (última entrada às 23h30)”. No entanto, alerta a DGCP, “os seguintes serviços estarão encerrados após o horário normal de funcionamento: Convento de Cristo, Mosteiro da Batalha, Mosteiro de Alcobaça, Mosteiro dos Jerónimos, Museu Monográfico de Conimbriga – Museu Nacional, Palácio Nacional de Mafra, Panteão Nacional e Torre de Belém”.

O que poderá ver de norte a sul do país

O Dia Internacional dos Museus foi criado em 1977 pelo Conselho Internacional de Museus (ICOM) com o objetivo de promover, junto da sociedade, uma reflexão sobre o papel dos museus, e por esse motivo, a entidade lança todos os anos um tema.

A nível nacional, a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), coordenadora do evento, desafia a todos os museus — desde nacionais, municipais, privados, de fundações ou religiosos — a participarem com atividades.

Nos museus, palácios e monumentos tutelados pela DGPC, foi planeada uma programação de múltiplas atividades, nomeadamente espetáculos de teatro e dança, concertos, cinema, lançamento de livros, visitas guiadas e encenadas, entre outras.

Já a Noite dos Museus é uma iniciativa criada em 2005 pelo Ministério francês da Cultura e da Comunicação, à qual Portugal aderiu posteriormente, e tem vindo a celebrar em ligação ao Dia dos Museus.

Em Braga, no dia 18 de maio, no Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa, realiza-se o colóquio “Ética e Estética em Roma Antiga”, às 21:30, e em Coimbra, no Museu Nacional Machado de Castro, entre outras iniciativas, vão ser realizados jogos interativos e multissensoriais inspirados nas coleções do museu.

No Porto, o Museu Nacional da Imprensa organiza durante todo o dia uma visita-jogo intitulada “O Porto Cartoon trocado por miúdos”, e na Casa-Museu Marta Ortigão Sampaio vão decorrer visitas livres.

Na Covilhã, no Museu de Lanifícios da Universidade da Beira Interior, será inaugurada a exposição “A Covilhã em aguarelas”, de João Manuel Salcedas, pelas 17:00, e no Museu de Cerâmica de Sacavém realiza-se uma oficina de “Pintura em Azulejo” durante todo o dia.

Em Lisboa, no Mosteiro dos Jerónimos, haverá, pelas 15h, um concerto pelo Grupo “Oficina da Música Nova Atena” – Universidade Sénior de Linda-A-Velha e, no Museu Arqueológico do Carmo, uma atividade de descoberta para as crianças, com uma visita-jogo e exploração da coleção do museu.

No Entroncamento, o Museu Nacional Ferroviário terá uma programação de visitas temáticas, conversas com profissionais da ferrovia e a possibilidade do público acompanhar uma sessão de restauro de uma automotora.

O Museu Municipal de Ferreira do Alentejo organiza nesse dia uma visita guiada ao Núcleo etnográfico do Museu Municipal – Casa do Vinho e do Cante, antiga adega do “Lelito”, com prova de licores tradicionais.

Em Elvas, no Museu Militar, estará patente a exposição “Comunicações e Tecnologia – Telefones do século XX e novos Públicos”, e em Mértola haverá entradas gratuitas nos núcleos museológicos do museu: Basílica Paleocristã, Castelo e Torre de Menagem, Alcáçova e Casa Islâmica, Igreja Matriz (antiga mesquita), Oficina de Tecelagem, Casa de Mértola, Arte Sacra, Arte Islâmica e Forja do Ferreiro.

Mais a sul, no Museu Municipal de Faro está previsto, às 10h, um recital de música e poesia a cargo de Afonso Dias e Tânia Silva, e, a 19 de maio, a Câmara Municipal de Albufeira organiza o espetáculo de marionetas “TV BOX”, seguido de uma oficina.

O programa completo do Dia Internacional dos Museus e Noite dos Museus pode ser consultado aqui.

“Museums as Cultural Hubs: The future of tradition” (“Museus como centros culturais: O futuro da tradição”, em tradução livre) foi o tema proposto pelo ICOM este ano, e, segundo o sítio ´online´ da entidade, no ano passado, mais de 40.000 museus participaram no evento em 158 países.