Desconhecidos que se suspeita pertençam aos grupos armados que têm atacado a região Norte moçambicana mataram duas pessoas e incendiaram viaturas em dois incidentes distintos, noticia esta segunda-feira o portal Carta de Moçambique.

Duas pessoas tinham saído de uma aldeia para ir vender barrotes de construção na vila de Mocímboa da Praia, na sexta-feira, quando foram surpreendidas pelos agressores, que as mataram.

Durante o ataque, uma terceira pessoa conseguiu escapar.

Segundo a mesma fonte, um outro ataque aconteceu no sábado, dezenas de quilómetros a norte, quando duas viaturas foram incendiadas no troço de estrada em terra batida entre Palma e o rio Rovuma, que faz fronteira com a Tanzânia.

Um veículo era um camião carregado com produtos alimentares e bens, enquanto o outro era um miniautocarro que transportava passageiros.

Os ocupantes das duas viaturas fugiram antes de ambas serem destruídas.

O portal Carta de Moçambique relata ainda um terceiro incidente em que uma pessoa foi alvejada por desconhecidos na quinta-feira, estando a receber tratamento médico.

A vítima tem colaborado com as autoridades policiais em algumas operações contra os grupos armados, acrescenta.

Desde outubro de 2017, os ataques de grupos armados não identificados com origem em mesquitas já provocaram, pelo menos, 150 mortos em Cabo Delgado.