João Bento foi designado presidente da comissão executiva dos CTT, substituindo Francisco Lacerda que se demitiu no final da semana passada. O nome de João Bento foi aprovado esta segunda-feira na reunião do conselho de administração da empresa de correios.

João Bento, que era até agora membro não executivo do conselho de administração da empresa de correios, irá completar o mandato de Lacerda que terminava no final deste ano. A sua escolha é justificada pelo “perfil, experiência e conhecimento da empresa”, em como pela necessidade de manter outros quatro membros da equipa executiva de forma a permitir uma transição sólida e atempada da liderança da equipa executiva.

Na sequência desta nomeação, João Bento deixa de exercer cargos no Grupo Manuel Champalimaud que é o maior acionista dos CTT com 12,6% do capital da empresa que apresenta uma grande dispersão: mais de 60% está distribuído por acionistas que não têm participação qualificada (2%). O novo presidente executivo foi durante anos administrador da Brisa. O seu nome foi indicado pela comissão de governo societário da empresa de correios.

A demissão de Francisco Lacerda antes do final do mandato surge num período de grande incerteza para os CTT que estão a desenvolver um plano estratégico que passa por uma racionalização da rede para responder à queda do tráfego postal. Ao mesmo tempo, a empresa tem sido confrontada com exigências acrescidas a nível da oferta do serviço público postal, por parte do regulador, do Governo e as autarquias. O contrato de concessão do serviço postal será renegociado a partir do próximo ano.

Os CTT foram privatizados a 100% pelo Governo do PSD/CDS em 2013 e 2014 em duas ofertas públicas de venda em bolsa. As ações da empresa estão abaixo do preço inicial de entrada em bolsa.