O chefe do Governo de Macau elogiou o trabalho do Estado português com jovens empreendedores e prometeu reforçar o intercâmbio nesta área, segundo um comunicado divulgado esta segunda-feira pelas autoridades, no terceiro dia da visita oficial a Portugal.

No domingo, num encontro com o embaixador da China em Lisboa, Fernando Chui Sai On “elogiou o trabalho realizado por Portugal relativamente ao empreendedorismo dos jovens, destacando que a delegação do Governo da RAEM [Região Administrativa Especial de Macau] pretende observar e conhecer melhor esta matéria, bem como reforçar o intercâmbio nesta área”, pode ler-se no comunicado.

Na mesma nota, as autoridades de Macau citam o embaixador Cai Run a sublinhar a convicção de que a presença da delegação de Macau em Lisboa e no Porto até 19 de maio e as recentes visitas dos presidentes chinês e português a Portugal e à China, respetivamente, podem contribuir para impulsionar o desenvolvimento da cooperação entre os dois países.

Esta segunda-feira, pelas 17:00, o chefe do Governo de Macau tem uma audiência agendada com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Na terça-feira, às 15:00, é a vez de Chui Sai On se encontrar com o primeiro-ministro, António Costa.

“Esta visita tem como objetivo o aprofundamento do já denso relacionamento existente com Macau, resultante de laços históricos significativos e da sólida vontade da República Portuguesa e da República Popular da China em dar-lhes continuidade”, de acordo com uma nota do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE).

Durante a visita, realizar-se-á a 6.ª Comissão Mista Portugal-RAEM, copresidida pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros e pelo chefe do Executivo da RAEM.

Nesta reunião são acompanhados dois temas principais: “as relações económicas entre as duas partes, tendo em perspetiva as relações entre a China, Portugal e os demais países de língua portuguesa; as relações nas áreas da língua, da cultura e da educação, tendo em conta Macau como plataforma de difusão da língua portuguesa para toda a Ásia”, pode ler-se na informação facultada pelo MNE.

Após a reunião da comissão está prevista a assinatura de acordos a celebrar por ambas as partes.

O Governo de Macau ainda organiza, em Lisboa, uma exposição fotográfica para comemorar o 20.º aniversário do estabelecimento da RAEM, que se assinala este ano.

Também em Lisboa, o mesmo responsável participa num debate com estudantes de Macau que frequentam o ensino superior em Portugal.

Chui Sai On vai assinar ainda com a Câmara Municipal do Porto “um memorando de entendimento para o quadro de cooperação na promoção de amizade”, informaram as autoridades do território administrado pela China.

Após a assinatura, o chefe do Executivo vai receber as Chaves da Cidade.

Após mais de 400 anos sob administração portuguesa, Macau passou a ser uma Região Administrativa Especial da China a 20 de dezembro de 1999, com um elevado grau de autonomia acordado durante um período de 50 anos.