Harry Read, comissário do Exército da Salvação britânico e um veterano da II Guerra Mundial, vai saltar de paraquedas aos 94 anos para celebrar o 75º aniversário do Dia D, as operações de desembarque dos Aliados na Normandia. Harry Read era sinaleiro de uma divisão da 3ª Brigada de Paraquedistas quando saltou de um avião durante o Dia D. Tinha 20 anos. Agora, passados 75 anos, vai repetir a proeza para recordar o dia que desencadeou o fim da II Guerra Mundial.

Em entrevista ao The Guardian, o veterano de guerra afirma que saltar de paraquedas é “uma coisa estúpida” para se fazer aos 94 anos, mas isso não trava os planos: “Há um prazer em saltar. Mas eu fico mais contente com o sacrifício do que com a celebração. O sacrifício permitiu que a celebração acontecesse, é claro. Vou estar a pensar nos meus companheiros que morreram”, prometeu ele.

Harry Read escolheu sentar-se no lugar número 12 no avião que o levará para esta aventura, para a qual está a treinar desde setembro. Esse também era o lugar do qual saltou para a Normandia a 6 de junho de 1944, quando, por falha da pesada bateria que levava presa à perna direita, acabou dentro de um pântano criado pelos alemães. “Era um dia de sol. Fui para um lugar tranquilo no acampamento, sentei-me e pensei muito profundamente sobre o que ia fazer. Cheguei à conclusão que faria tudo o que pudesse para ser um paraquedista no país inimigo”, recorda.

À época, o veterano de guerra prometeu que não se renderia: “Estaria pronto para qualquer oportunidade quando a viesse. Estabeleci isso dentro do meu coração e dentro da minha mente”.

Harry Read também se lembra de uma das últimas reuniões militares que teve antes do Dia D: “Um dos oficiais, fosse deliberado ou num ataque de honestidade desagradável, disse-nos: ‘Devemos dizer-vos que esperamos 50% de vítimas na aterragem’. Foi muito sombrio. Sendo jovens, pensávamos que éramos imortais. Isto vai acontecer, mas não comigo. Mas com 50%, as estatísticas estão um pouco contra nós”.

Mas a sorte esteve do lado de Harry Read. E para celebrar isso mesmo, o agora comissário do Exército da Salvação vai levantar voo num campo da II Guerra Mundial — pertencente ao Museu Imperial da Guerra em Cambridgeshire — para depois saltar em Sannerville, Normandia, mesmo da “Drop Zone K”. Esse também será o roteiro de Jock Hutton, outro veterano de 94 anos que já tinha feito o mesmo por altura do 70º aniversário do Dia D na Normandia.